google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Tudo sobre a finalíssima da Coupe de France!


Stade de France em festa na final da Coupe de France 2021-22. Foto: Reprodução / Twitter (@coupedefrance)

Teremos a final de uma das maiores taças nacionais da Europa neste sábado, dia 29. Com o início com 7.292 clubes, e após quase 11 meses de torneio, chegamos na decisão da Copa mais importante das terras francesas. De um lado, o atual campeão, que busca sua quinta taça, sendo a terceira no milênio, e que se prova como protagonista cada vez mais, o Football Club de Nantes. Já do outro lado, o "azarão", chegando em sua primeira final de copa, e buscando seu primeiro título grande da história, o Toulouse Football Club. Vale ressaltar sobre o Toulouse, que esse time, fundado em 1970, não tem nenhuma ligação com o time de mesmo nome fundado em 1937, campeão da Copa em 1957, porém descontinuado em 1967, que resultou numa junção com o Red Star Olympique. Por mais que exista discussões, a Federação Francesa não considera o time atual como campeão.


Antes de contar sobre os preparativos da final, há a necessidade de falar como foi a Copa para essas duas equipes. Antes de tudo, ambas as equipes começam num momento mais "confortável" da taça, entrando apenas a partir da nona fase, já em janeiro de 2023. Ambas as equipes tiveram uma estreia tranquila, mesmo tendo que jogar fora de casa, ambos os times tiveram sua vida facilitada no sorteio, enfrentando equipes da Championnat National 3, equivalente a 5ª divisão nacional. O Nantes bateu o AF Virois por 2 a 0, e o Toulouse não tomou conhecimento do modesto Lannion FC, os batendo por um sonoro 7 a 1.

Para a décima fase, os 16-avos de finais, o Nantes continuou tendo uma boa sorte no sorteio, novamente fora de casa, porém enfrentando o ES Thaon, também da 5ª divisão francesa. Já o Toulouse não teve tal felicidade, mesmo jogando em casa enfrentaria uma grande equipe, o Ajaccio, equipe também da Ligue One, em um confronto bem aberto. O "Le Tef", como é conhecido a equipe roxa do Toulouse, teve jogo tenso porém com uma boa resolução na segunda etapa, frente a sua torcida, confirmando um 2 a 0 que os colocava entre os 16 finais. Já o Nantes... Fortes emoções na casa do Thaon, com o goleiro do time modesto segurando um 0 a 0 e forçando as penalidades. Os atuais campeões, "A Casa Amarela" tiveram que colocar outros titulares para encorpar a equipe mista, mas no momento mais tenso do jogo, o goleiro reserva Remy Descamps se destacou, e pegando uma cobrança colocou seu time nas oitavas.


Remy Descamps defendendo a cobrança de Didierjean, e garantindo o Nantes nas Oitavas. Foto: Reprodução / Twitter (@Rmydescamps)

Para as oitavas, a sorte já não estava presente com ninguém, até pelo afunilamento do torneio. Ambos os times pegavam equipes da elite, com o Nantes indo até Pays de la Loire, para enfrentar o Angers. Já o Toulouse, enfrentaria uma equipe que já era campeã do torneio antes dos roxos existirem, o Stade de Reims, bicampeão entre as décadas de 40 e 50, porém iria ter a vantagem do mando de campo. O mando de campo valeu e a equipe não deu sopa para o azar, com um sonoro 3 a 1 para os colocarem na vitrine dos oito melhores times da copa doméstica. Já o Nantes, se já havia sofrido com uma equipe de menor expressão, basicamente apelou ao sobrenatural dessa vez. Sendo completamente dominado, e perdendo por um gol, no finzinho Florent Mollet achou o gol que levara a peleja aos pênaltis, e agora com ajuda da trave, o Nantes mantinha seu sonho do bi vivo, com um 4 a 2 nas cobranças. Estávamos entre os oito, já com a ausência do maior campeão e franco favorito Paris Saint-Germain, eliminado pelo Olympique em Marseille, por 2 a 1. No sorteio, vale-se dizer que ambas as equipes se livraram de alguma situação pior, saindo de Lyon e Olympique. O Nantes realizaria sua primeira partida em casa, contra a boa equipe do Lens. Já o Toulouse teve uma boa sorte, sendo sorteado contra o modesto Rodez, da segunda divisão. Nem precisa se dizer que o Toulouse não tomou conhecimento da equipe, e com um 6 a 1 estava nas semifinais da Copa, mesmo saindo da Ligue 2 na temporada anterior. Já o Nantes, provou que é copeiro sim, e mesmo não mostrando um futebol vistoso, um 2 a 1 com dois gols de pênalti deixava o sonho do bi mais vivo do que nunca. Nas semis, a sorte outrora do Nantes se foi, que agora receberia o atual favorito, Lyon, nas semis. Já o Toulouse, iria até a casa do azarão Annecy, para tentar acabar com a "história de Cinderela" do modesto time da Ligue 2, que brigando para não cair, figurava entre os 4 melhores da taça. Mais um jogo protocolar dos "Amarelos", os garantiam em mais uma final de Copa, com gol solitário de Blas, para colocar o "mistão" do Nantes em mais uma final consecutiva. Já o Toulouse, fez o dever sem sustos, para carimbar a vaga para sua primeira final da história, com um 2 a 1 simples, porém agradável.


Jogadores do Toulouse comemorando a vaga para a primeira final da história do clube. Foto: Reprodução / Twitter (@ActuFoot_)

Falando na final, há um otimismo de uma grande partida. O Nantes briga para não cair na liga, com 32 pontos nas 32 rodadas, na 16ª posição, uma acima da zona e brigando ponto a ponto com o Stade Brestois. Já o Toulouse, com 42 pontos, na 12ª posição, está virtualmente na Elite na próxima temporada, mas tem de confirmar matematicamente, e está longe de brigar por futebol europeu na próxima temporada. O Nantes busca mais uma taça de Copa, e ao contrário do torneio quase inteiro, vai com força total na final. Já o Toulouse vai atrás de seu primeiro título relevante da história (além das 3 Ligue 2), apostando no bom futebol que está superando as expectativas da temporada.



PROVÁVEIS ESCALAÇÕES:


Nantes: Lafont; Centonze, Catelletto, Pallois, Merlin; Blas, Sissoko, Moutoussamy, Simon; Delort e Moustafa. Técnico: Antoine Kombouaré.


Toulouse: Dupé; Desler, Rouault, Nicolaisen, Suazo; Spierings, Sierro, Genreau; Onaiwu, Aboukhal e Dallinga. Técnico: Philippe Montanier.


*As escalações podem ser alteradas e a oficial deve ser anunciada uma hora antes do jogo.


ARBITRAGEM:

  • ÁRBITRO: Benoît Millot.

  • ASSISTENTE 1: Matthieu Grobost.

  • ASSISTENTE 2: Hicham Zakrani.

  • QUARTO ÁRBITRO: Thomas Léonard.

  • VAR: Benoît Bastien & Alexandre Castro.


TRANSMISSÃO:


Infelizmente a partida não terá transmissão para o Brasil.





4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page