google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Ser campeão de turno é tão relevante assim?

Relembre os times que alcançaram o feito, mas perderam a taça

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo


Vai acabar o primeiro turno do Brasileirão 2019. O campeonato chegará exatamente na metade nesse domingo.

Em outros países, o campeonato é de fato dividido em dois. países como Uruguai, México, Chile, Argentina por muitos anos, e várias outras ligas adotam o esquema Apertura e Clausura. O que varia de país é que em alguma ligas, são de fato dois campeonato e o país tem dois campeões no ano, enquanto outras cruzam os vencedores de cada turno para definir o campeão nacional. No Brasil, não existe esse esquema, apenas um campeonato com dois turnos. Simbolicamente, os campeão do primeiro turno recebe o troféu Osmar Santos, e o campeão do segundo recebe o troféu João Saldanha.

Troféu Osmar Santos/Foto: Ari Ferreira


Agora, a pergunta que fica é: ser campeão de turno quer dizer muita coisa? A resposta é sim, mas não garante nada. Desde 2003, tivemos 16 campeonatos nessa fórmula de pontos corridos em turno e returno. Em apenas 4 oportunidades, o campeão do primeiro turno não levantou a taça do Brasileirão: 2008: o Grêmio terminou o primeiro turno com 41 pontos, 5 a mais que o vice-líder Cruzeiro. Porém, outro tricolor ficaria com a taça: o São Paulo arrancaria da 4° posição, 8 pontos atrás dos gaúchos, e conquistaria o seu tri-campeonato nacional.



Foto: Rubens Chiri


2009: No ano seguinte, foi a vez do outro gaúcho sentir tal gosto amargo. O Internacional terminou o primeiro turno como líder, a frente do Palmeiras pelo número de vitórias. Se a arrancada do São Paulo já tinha sido impressionante, o que o Flamengo faria seria inimaginável. O rubro-negro carioca arrancou de 7° colocado, 8 pontos atrás, para o título nacional. Após 17 anos, o Fla levantou a taça novamente.



Reprodução: Coluna do Fla


2012: Pela terceira vez, um time que nunca levantou a taça no formato pontos corridos terminou o primeiro turno na primeira posição. O Atlético-MG ficou 1 ponto a frente do Fluminense. No confronto direto do segundo turno, o Galo venceu o Flu por 3x2. Mas, não adiantou nada, pois o tricolor carioca disparou, assumiu a liderança e foi campeão com 3 rodadas de antecedência. 2 anos depois, o Flu voltava a ser campeão nacional.



Foto: André Durão 2018: No ano passado, foi a vez do São Paulo provar do seu próprio veneno. O tricolor paulista terminou o primeiro tuno com 41 pontos, 3 a frente do Internacional. Porém, além de uma queda grande de desempenho, o time viu o Palmeiras crescer muito após a chegada de Luiz Felipe Scolari. O alviverde assumiu a ponta, foi campeão com uma rodada de antecedência, enquanto o tricolor foi o primeiro campeão de primeiro turno a terminar o campeonato fora do G-4.



Foto: Marcello Fim


Este ano, será praticamente uma final: Flamengo (líder com 39 pontos) e Santos (vice com 37) se enfrentam neste sábado. O jogo definirá quem leva o troféu Osmar Santos deste ano. Essa "final" do primeiro turno, obviamente, será assunto para o episódio #17 do De Tabela, o podcast do Dimensão Esportiva!

9 visualizações0 comentário

Σχόλια


bottom of page