google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Seleção Brasileira estreia no Sul-Americano Sub-17

O time da técnica Simone Jatobá estreia nesta quinta-feira (14), contra a Venezuela. 


Foto: Fabio Souza/ CBF.

Nesta quinta-feira (14), o Brasil enfrenta a Venezuela, às 18h00 (Brasília), no Estádio Arsenio Erico, pela estreia no Sul-Americano Sub-17, no Paraguai. A partida será transmitida pelo SporTV. O grupo do time brasileiro ainda conta com as seleções da Argentina, Colômbia e Peru.


O Brasil é o atual campeão e está em busca de seu quinto título na competição, sendo o último conquistado em 2022, após uma vitória contra a Colômbia por 1 a 0, com o gol de Rhaissa. No Sul-Americano, os dois primeiros de cada grupo avançam para o quadrangular final, onde as três equipes garantem vaga para o mundial da categoria, que será na República Dominicana, entre os dias 16 de outubro a 3 de novembro.


Nesta primeira fase, a Seleção cumprirá a tabela no Estádio Arsenio Erico, contra Venezuela, Argentina e Peru, e no Centro de Alta Rendimento do Futebol Feminino da Associação Paraguaia de Futebol (APF), contra a Colômbia. Os próximos jogos acontecem nos dias:


  • Brasil X Peru - Sábado (16), às 18h. 

  • Brasil X Argentina - Quarta-feira (20), às 18h.

  • Brasil X Colômbia - Sexta-feira (22), às 20h30. 


Para falar um pouco mais sobre a expectativa e toda a preparação do torneio, a lateral esquerda Alice Castelucci e a zagueira Andreyna Santiago, ambas jogadoras da equipe da Ferroviária-SP e que disputarão pela primeira vez uma competição com a Seleção Brasileira, falaram sobre o sentimento de serem convocadas:


"Ainda não consigo acreditar, parece que a ficha ainda não caiu, por mais que eu já tenha vestido essa camisa em outros períodos de treinamento, sempre me emociono ao ser convocada" - disse Andreyna. Já Alice, complementou: "Uma sensação única, extremamente grata pela oportunidade de vestir essa camisa de peso e representar meu país".

Ao serem perguntadas sobre a expectativa no Sul-Americano, as jogadoras afirmaram estar confiantes e que o período de treinamentos serviu de muito aprendizado: "Estamos muito confiantes, sabemos da dificuldade desse campeonato e que enfrentaremos grandes seleções. Vai ser difícil, mas com certeza, estamos preparadas", afirmou a zagueira Andreyna.


Para Alice, o período de treinamento foi muito importante, que concluiu dizendo: "Foram 20 dias intensos de muito trabalho, dedicação e aprendizado, momentos de ajustarmos os últimos detalhes para que possamos representar nosso país da melhor maneira possível".


No outro grupo do torneio, estão as seleções da Bolívia, Paraguai, Chile, Uruguai e Equador.



Com informações da Agência Futpress


Yorumlar


bottom of page