google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Play-in, obrigado por isso

Atualizado: 29 de jun. de 2021

LeBron James e Steph Curry mais uma vez deram aula de como se joga um esporte encantador chamado basquetebol


Os dois astros frente a frente no lance que decidiu o jogão entre Lakers e Warriors. Foto: Reproducao/Twitter NBA.


Los Angeles Lakers e Golden State Warriors entraram em quadra para jogar o Play-in da NBA, quem vencesse tinha a vaga aos playoffs garantida, o outro disputaria mais um jogo, contra os Grizzlies. De um lado LeBron James, do outro Steph Curry, e a certeza de um grande jogo.


Antes de falar da partida precisamos entender o contexto que levou os dois times até aqui: o atual campeão da NBA, Los Angeles Lakers sofreu depois da parada do All-Star Game com lesões de seus principais jogadores. Sem LeBron - que perdeu a maior sequência de jogos de sua carreira - e Davis o time despencou na tabela e terminou fora da zona que garantia os playoffs.


No outro lado a motivação era maior os Warriors vinham de grande arrancada depois da metade da temporada e tinham seu principal jogador fazendo mais de trinta pontos por jogo, se fosse para apontar um favorito, o certo seria o time de Oakland.


Agora chega de dados pré-jogo, vamos ao que interessa.


A bola subiu e o Golden State logo tomou a liderança e inclusive abriu boa vantagem. No primeiro quarto as principais estrelas ainda um pouco apagadas, com exceção de Draymond Green que era espetacular na defesa.


O segundo quarto chegou e com ele veio também a mágica de Curry, o camisa 30 fez chover bolas de três pontos, mesmo com a marcação colada. A vantagem na liderança chegou a 13 pontos e os Warriors pareciam que iriam avançar de fase.


Veio o intervalo e com ele a liderança confortável de Golden State. Só tinha um problema, o terceiro quarto.


LeBron James começou o penúltimo quarto voando e a diferença logo diminuiu. Além de James, Antonhy Davis também começou acertar seus arremessos de quadra, a virada era inevitável e ela aconteceu, o Lakers ainda chegou a abrir sete pontos de vantagem, mas a diferença logo foi pulverizada e o equilíbrio se estendeu para o quarto decisivo.


Para falar do último quarto temos que lembrar de detalhes: Curry começou no banco e quando Steve Kerr se deu conta Lebron já tinha anotado 6 pontos seguidos, não existia tempo para descanso. A estrela dos Warriors tinha que voltar para a quadra, e voltou.


Com Steph em quadra, mais uma vez a pequena vantagem foi demolida e os times alternavam a liderança ataque após ataque, e foi assim até o último minuto.


Agora paramos pra analisar a última jogada de LA: o cronômetro começa a contar o minuto final, o jogo empatado em 100 pontos.


O Lakers se atrapalha com a bola, KCP tenta entrar no garrafão e Green bloqueia, a única alternativa (e ainda bem pro Lakers que era a única) foi voltar a bola para James, que curiosamente era marcado por Curry, o relógio de posse beirava os dois segundos, James todo desajeitado, caindo para trás salta, Steph vem com ele buscando um toco, a bola sai de sua mão e o relógio dispara. Agora vamos à realidade: LeBron não é o maior arremessador de três pontos da história, esse título é de quem o marcava. Mas ainda era LeBron James, só que desequilibrado... Era difícil acreditar no arremesso, mas a bola inexplicavelmente concluiu com êxito seu trajeto. Placar final 103 a 100 para LA.


LeBron James decidiu um jogo com cara de final, colocou os Lakers nos playoffs, e com a toda a dificuldade que o elenco de Los Angeles passa, pode ser que ontem o passo mais importante para o bicampeonato foi dado e agora o Suns que se cuide e tente parar o atual campeão da NBA.


55 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page