google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Paulistano vai muito mal no terceiro quarto, luta até o fim, mas está eliminado do NBB. Minas avança


Foto: Hedgard Moraes/ Minas Tênis Clube.

123 Minas e Paulistano se enfrentaram nessa terça-feira (09), na Arena Minas Tenis Clube, em Belo Horizonte, Minas Gerais, pelo jogo 5 das quartas-de-final do NBB.


O 123 Minas venceu o jogo 1 por 85x82, no jogo 2, foi o Paulistano que levou a melhor, com o placar de 80x76, na terceira partida, a equipe mineira voltou a vencer, dessa vez, por 77x68, mas o Paulistano forçou a partida decisiva, vencendo o jogo 4 por 83x68.


Dessa vez, o 123 Minas venceu por 71x67 e se classificou para as semifinais do NBB. Veja os detalhes:



PRIMEIRO QUARTO:


Os ataques dos dois times demoraram para se encaixarem nesse primeiro período, mas o 123 Minas, mesmo assim, conseguiu abrir boa vantagem(9x2) no começo, então o Paulistano parou o jogo.


Na volta do tempo técnico, as duas equipes pioraram e passaram quase dois minutos sem nenhum ponto de nenhum lado, o 123 Minas ficou quase três, mas quando voltou a pontuar, retomou seu ritmo e voltou a abrir vantagem(15x7).


Apenas na reta final de jogo, o Paulistano, finalmente, entrou no jogo. A reação começou com uma bola de três faltando um minuto e meio para o fim do quarto e a equipe de São Paulo consegui reduzir, ainda a desvantagem para apenas três pontos(15x12).


Porém, a menos de trinta segundos para acabar, o 123 Minas meteu uma bola de fora e foi para o segundo quarto vencendo por 18x12.



SEGUNDO QUARTO:


Esse quarto começou bem mais equilibrado, as duas equipes passaram pouco mais de dois minutos com um nível parecido de erros e acertos.


Depois disso, a grande reação do Paulistano no jogo começou, marcando oito pontos seguidos e encontrando no 123 Minas(23x22).


A partir daí, até o fim do primeiro tempo, tivemos o melhor momento ofensivamente do jogo, com as duas equipes pontuando muito e se mantendo próximas no placar.


Faltando menos de dois minutos para o intervalo, o Paulistano, com uma bola de três, conseguiu passar à frente pela primeira vez no jogo desde que o placar estava 2x0, mas o período terminou empatado em 34x34.



TERCEIRO QUARTO:


Os ataques voltaram do vestiário bem abaixo e a primeira pontuação veio com quase dois minutos de segundo tempo, e foi do Paulistano.


Mas, depois, quem virou e construiu certa vantagem foi o 123 Minas, mas depois de fazer 45x40, o jogo ficou incríveis dois minutos e 39 segundos sem nenhum ponto.


Essa sequência foi quebrada com um lance livre do Paulistano, que estava ainda mais tempo sem pontuar, já que o última a marcar tinha sido o 123 Minas, quatro minutos e onze segundos, e esse foi, apenas, o sétimo e últimos ponto do Paulistano no quarto.


O 123 Minas ainda marcaria mais quatro pontos até o fim do período e fecharia vencendo por 49x41.



QUARTO QUARTO:


Parecia que ia começar em um ritmo muito bom dos ataques, mas isso durou muito pouco, depois de um cesta de cada lado no primeiro minuto, os dois times passaram a errar bastante.


O 123 Minas, ainda assim, conseguiu administrar bem, e até ampliar, em certo momento, a sua vantagem por boa parte do período.


Mas, primeiro Crescenzi e, depois, Adyel cresceram no jogo no final e o Paulistano reagiu, enquanto isso, o 123 Minas teve uma sequência de ataques sem conseguir pontuar e deixou o adversário chegar muito próximo(65x64).


O time de BH pediu um tempo, na volta errou feio, mas o Paulistano não aproveitou a chance de passar à frente, e, assim, o 123 Minas acordou e botou quatro pontos de vantagem faltando nove segundos.


O final foi muito emocionante, o Paulistano lutou até o fim, Crescenzi fez de três pontos faltando sete segundos para acabar, porém, teve que fazer faltas para recuperar a posse de bola e o Shaq Johnson não desperdiçou os lances livres e o jogo terminou 71x67 para o Minas.



DESTAQUES INDIVIDUAIS:


Shaq Johnson: 17 pontos(maior do time) e 6 rebotes.


Paranhos: 14 pontos.


Faggiano: 6 rebotes.


Renan: 12 rebotes(maior do jogo).


Ewing: 10 pontos.


Crescenzi: 20 pontos(maior do jogo).


Gui Abreu: 6 rebotes.


Anderson: 7 rebotes(maior do time).







5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page