google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Paulistão de 2024 tem grupos definidos: veja as chaves da próxima edição e análise dos grupos

Federação Paulista de Futebol anunciou nesta quinta-feira durante evento em São Paulo o caminho das dezesseis equipes na primeira fase do estadual. Confira a análise das quatro chaves nesta matéria a seguir

Foto: Reprodução / Federação Paulista de Futebol

Foi realizado no início da noite dessa quinta-feira (16), no Auditório Ibirapuera em São Paulo, o sorteio da fase de grupos do Paulistão de 2024, definindo o caminho das dezesseis equipes a partir do dia 21 de janeiro do ano que vem. Divididas em quatro potes com os outros doze times, os quatro grandes - Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos, são cabeças de chave de cada grupo, e pelo regulamento da FPF, não podem cair no mesmo grupo da primeira fase. A regra mantida para que hajam clássicos na fase inicial não se aplicam para equipes do interior, e com isso, Guarani e Ponte Preta não farão o Derby de Campinas na primeira fase do torneio.


No evento que emendou o sorteio dos grupos na sequência do congresso técnico, a Federação Paulista de Futebol reuniu dirigentes representantes das dezesseis equipes envolvidas no certame. A edição de 2024 terá início no dia 21 de janeiro e previsão de término no dia 7 de abril, sem a definição do jogo de abertura do campeonato até o momento, já que a tabela ainda não foi montada. O estadual desde a temporada desse ano promove cinco times para a Copa do Brasil do ano seguinte.



Grupos e Regulamento


  • Grupo A: Santos, Ituano, Portuguesa, Santo André;

  • Grupo B: Palmeiras, Água Santa, Guarani e Ponte Preta;

  • Grupo C: Corinthians, Red Bull Bragantino, Mirassol e Inter de Limeira;

  • Grupo D: São Paulo, São Bernardo-SP, Botafogo-SP e Novorizontino.


Na primeira fase do campeonato, as equipes se enfrentam em jogos únicos, exceto as do mesmo grupo, tendo o encontro das duas melhores de cada chave a partir das quartas de final, também realizada em jogo único. São rebaixadas as duas piores campanhas do estadual a partir do resultado da classificação geral do torneio. A classificação geral pesa novamente nas semis, também disputadas em jogo único, com mando da equipe de melhor campanha, e a decisão, é disputada em dois jogos, ida e volta, com o mando de campo novamente favorecendo o time que se sair melhor no decorrer do Paulistão.



Análise do Grupo A


Na primeira chave do estadual, teremos o Santos, junto de seu algoz Ituano, bicampeão paulista nos anos de 2002 e 2014, além da Portuguesa e do Santo André. Das quatro equipes do grupo, na temporada passada somente o Ituano foi mais longe no último Paulistão, tendo eliminado o Corinthians nas quartas de final em plena Neo Química Arena, e caído apenas para o Palmeiras nas semifinais. O Peixe vem buscando se reabilitar após a década de 2010, onde conquistou quatro títulos e sempre figurou entre os finalistas, ficando de fora da fase final desde 2021, tendo campanhas irregulares em sequência, e perdendo na última edição, a vaga para a Copa do Brasil de 2024. Campeã da Série A2 de 2022, a Lusa busca voltar aos tempos de glória e passa por um longo período de reestruturação desde a queda de 2013, se classificar para as finais é uma meta. Para o Ramalhão, após ficar pelo caminho diante do Verdão e do São Bernardo na primeira fase, seus objetivos são semelhantes ao da Portuguesa, e se classificar para as finais que não disputa desde 2010, é um passo importante pra iniciar a Série D no semestre seguinte.



Análise do Grupo B


O atual campeão paulista, Palmeiras, estará no Grupo B com o Água Santa, equipe vice-campeã de 2023 e que foi a sensação da temporada sob o comando do técnico Thiago Carpini, hoje no Juventude. Junto do Verdão e do Netuno de Diadema, estarão o Guarani, na Série A1 desde 2019, e a rival Ponte Preta, campeã da Série A2 desse ano e que volta à elite um ano depois do descenso em 2021. No comando do alviverde desde 2020, o treinador Abel Ferreira terá nas mãos a chance de fazer história caso conquiste o tricampeonato estadual na próxima edição, feito obtido por Fábio Carille no Corinthians ao vencer o Paulistão de 2017, 2018 e 2019. O Água Santa após uma campanha marcante derrubando o São Paulo nas quartas de final e o Red Bull Bragantino na semi, vem com um time totalmente reformulado e espera novamente surpreender seus adversários. Já em Campinas, para quem esperava um Derby entre Bugre e Macaca após o retorno desta à primeira divisão, terá de torcer para que ambas surpreendam seus rivais, para que haja um encontro dos times nas quartas da competição.



Análise do Grupo C


Após cair nas quartas de final para o Ituano, e prestes a eleger um novo presidente no dia 25 deste mês, o Corinthians busca voltar a ganhar o título paulista após 5 anos, e terá Mano Menezes comandando o time em seu quarto estadual, tendo vencido um dentre os três em que esteve no Parque São Jorge entre 2008 e 2010. Campeão de 1990, o Red Bull Bragantino vem de bons trabalhos desde sua reformulação e parceria com a famosa marca de energéticos, tendo caído nas semifinais desse ano e até o momento estar brigando pelo título do Brasileirão, há de se esperar muito do time de Pedro Caixinha. Saindo do Vale do Paraíba e se dirigindo para o Noroeste Paulista, temos completando a penúltima chave do Paulistão, o Mirassol, semifinalista das edições de 2020 e 2021, que mira ainda nessa temporada o acesso ao Brasileirão de 2024, e a Internacional de Limeira, campeã de 1986 e que busca ser a zebra do grupo C do estadual.



Análise do Grupo D


Fechando nossa análise da fase inicial do Paulistão 2024, temos o último grupo apresentando o São Paulo de Dorival Júnior, campeão da Copa do Brasil de 2023, e vencedor do Paulistão de 2021, após 16 anos sem um título estadual. O Tricolor virá com o apetite inflado para frear o Palmeiras e seus outros rivais em busca da vigésima terceira taça, e mostrar que está mais vivo do que nunca. Porém, seu caminho terá pela frente o São Bernardo, sensação da primeira fase de 2023 e que terminou pelo caminho após ser derrotado pelo Verdão nas quartas de final, e que promete dar trabalho novamente, ainda mais após perder o acesso para a Série B do Brasileirão nessa temporada. O grupo D termina apresentando o Botafogo de Ribeirão Preto, ainda sem treinador definido para 2024 após a saída de Marcelo Chamusca para o futebol saudita e em situação estável na segundona do brasileiro, e o Novorizontino, vice-campeão de 90 e recém-promovido para a Série A1 de 2024 junto da Ponte Preta. Rival do Mirassol, pode chegar surpreendendo caso mantenha o ritmo apresentado na Série B desse ano, em que disputa até o momento as três vagas restantes para a próxima Série A.



Transmissão


As novidades da temporada 2024 ficam pelo time da Cazé TV entrar em campo no streaming, via YouTube, e pela saída do Grupo Globo do PPV após uma duradoura parceria com a Federação Paulista de Futebol entre as décadas de 2000 e 2020. Com a saída do Premiere, a Turner ficará com os direitos na TV Fechada via TNT Sports, e terá jogos ao vivo também em seu streaming, o HBO Max. Já na TV Aberta, a opção do telespectador novamente será a Record, que ainda busca equipe para cobrir a competição pela emissora e terá contrato com a FPF até 2025.


Vale lembrar que também teremos cobertura total do Dimensão Esportiva do começo ao fim do campeonato, com transmissões ao vivo, jogos in loco, e o melhor do futebol paulista pra você não perder nada sobre um dos mais importantes estaduais do Brasil, vem com a gente!



*As opiniões aqui emitidas, são de total responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem a opinião do Dimensão Esportiva.

14 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page