google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Parem as máquinas!

Atualizado: 29 de jun. de 2021

Em meio ao caos do novo coronavírus a NBA decidiu suspender a temporada


Rudy Gobert e Donovan Mitchell em ação pelo Jazz. Foto: Duane Burleson


Na quarta-feira (11 de março) a NBA anunciou que a temporada 19/20 estava suspensa devido à pandemia do coronavírus, o principal motivo foi a infecção do francês Rudy Gobert o jogador ignorou os protocolos da liga em relação ao vírus e fez “piadas” tocando em microfones após entrevista. Alguns companheiros de equipe relataram que o mesmo tocava em tudo no vestiário do Utah Jazz.


O “paciente zero” da NBA testou positivo para o COVID-19 e impactou a liga imediatamente, o jogo entre Jazz e Thunder foi suspenso— mesmo sem o jogador estar presente no local — 15 minutos antes de começar, e a arena evacuada. Após o medo tomar conta a liga decidiu suspender a temporada.


O pivô se manifestou através de sua rede social pedindo desculpas pelos seus atos —Quero agradecer a todos pelas manifestações de preocupações e apoio nas ultimas 24 horas. Passei por tantas emoções desde que soube do meu diagnostico... Principalmente medo, ansiedade e vergonha – escreveu Gobert.


O problema é que de maneira indireta toda a NBA esteve em contato com o jogador. Donovan Mitchell, companheiro de equipe de Gobert também já foi confirmado com o novo coronavírus.


Mas a pergunta é o que muda na temporada do melhor basquete do mundo? Falando em termos simples do esporte, a paralisação pode mudar tudo, isso porque não se sabe ao certo quanto tempo a liga fica em recesso, a NBA divulgou na noite de quinta (12) que a principio o hiato durará por 30 dias, mas essa data pode ser estendida.


E se der tempo de jogadores como Kevin Durant e Kyrie Irving se recuperarem de lesão e voltarem para jogar os playoffs? O time dos Nets mudariam e muito de patamar. Mesmo sendo improvável a duvida é valida.


E o principal, grandes jogadores descansados vão render mais, isso é fato. O problema é que depende do tempo de descanso, se a NBA demorar a retornar, os times que vinham bem podem perder o entrosamento.

Energy Solutions Arena, do Utah Jazz vazia. Foto: Rick Egan, The Salte Lake Tribune.


Muitos problemas para uma só temporada—não tem como esquecer que essa temporada já estaria marcada pela morte de um dos principais jogadores de todos, Kobe Bryant. E agora a paralisação. — Os responsáveis tomaram a atitude mais correta em meio ao caos e medo. A história da temporada ganha mais um capítulo e isso pode ser fundamental para decidir o campeão.


No meu primeiro texto da temporada escrevi que a franquia campeã seria decidia em junho, agora não temos mais a certeza de quando será, mas o que posso garantir a vocês é que, apesar de tantas coisa ainda terem que ser resolvidas, em termos de basquete podemos ter um dos melhores playoffs da história da NBA.


Por hora temos que aguardar a retomada da temporada e torcer para que tudo se estabilize não só no basquete mas no mundo em geral.


202 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page