google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

OPINIÃO: Japão, muito além de um 5 a 0.

Japão aplica o maior placar da Copa do Mundo Feminina sobre a Zâmbia, mas o destaque do jogo foi completamente outro.


Foto: Divulgação/Instagram A Embaixada.

Na madrugada deste sábado, o Japão enfrentou a Zâmbia no fechamento do Grupo C da Copa do Mundo Feminina. Apesar do placar de 5 a 0 contra as "The She-polopolo", a equipe mostrou o porquê de ser tão diferenciada na sociedade.


Primeiro temos que levar em consideração que o Japão é um país que tem muitos preceitos budistas tanto na cultura, quanto na identidade do País. Segundo algumas crenças do budismo, esse ritual já existe muito tempo antes que era o xintoísmo, que levou toda a base de preceitos tanto da cultura, quanto da identidade daquela nação. Dentro dessa crença existe um conceito chamado Kegare, que se define como impureza e sujeira, e que deve ser combatido com rituais de limpeza e purificação. Caso alguma pessoa seja contaminada pelo Kegare, ela pode acabar "infectando" uma sociedade.


Após a partida de hoje, as jogadoras e a comissão técnica do Japão limparam o vestiário utilizado pela seleção, que além de limpar o local, ainda deixaram um recado no quadro do vestiário: "Arigatou" (que significa obrigado).


É importante ressaltar que esses hábitos são aprendidos desde os primeiros anos da vida escolar de qualquer pessoa que mora no país, onde os próprios alunos são ensinados a realizar essas tarefas. Isso segundo a tradição do zen budismo acabará fortalecendo a pessoa no âmbito espiritual, espantando o Kegare.


Podemos tirar de aprendizado que os asiáticos nos ensinam a não negligenciar o lixo que criamos e que não devemos incomodar e muito menos atrapalhar outras pessoas com o lixo que cada um produzimos. Devemos sempre pensar que o descarte irregular pode ocasionar diversos problemas como alagamentos e poluição do solo por exemplo.


No Brasil, a prática passa longe de existir, e isso pode ser explicado pela falta de conscientização da população do quão prejudicial é o lixo tanto para o meio ambiente, quanto para a própria saúde humana, não vemos nas escolas, por exemplo, despertarem o subconsciente dos alunos do quão prejudicial pode ser o acúmulo de lixo para a sociedade, mas sim, na maioria dos casos, vemos um ou dois responsáveis para realizarem tal serviço. Além de haver muito descarte irregular da matéria onde pode levar a poluição do solo, prejudicando o meio ambiente como um todo, desde as plantas até os próprios animais.


Lembrando que não é a primeira vez que isso acontece nos jogos do Japão, nas Copas do Mundo masculinas de 2014, 2018 e 2022, viralizaram diversos vídeos de torcedores japoneses limpando as arquibancadas dos estádios onde a seleção atuou, onde só nos resta a seguinte pergunta, qual legado queremos deixar para a sociedade?



*As opiniões aqui emitidas são de total responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem a opinião do Dimensão Esportiva.





10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page