google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

OPINIÃO: Irregularidade é o maior rival dos Bills

Reprodução: @Bills


Os Bills venceram os Charges fora de casa e a probabilidade de playoffs subiu para 75%. Com a vaga na pós-temporada bem encaminhada, a equipe de Buffalo espantou parte das críticas, porém, ainda não chega a passar confiança.


Irregularidade é uma coisa comum, ainda mais em um esporte de tão alto nível físico como futebol americano, porém, os Bills atingem um nível assustador de variação de rendimento dentro de uma mesma partida.


Josh Allen talvez seja a maior ilustração disso. O QB tem o maior QB Rating e a maior sequência de TDS corridos + passados consecutivos de toda liga, porém, em paralelo a isso, é o QB que mais cometeu turnovers durante toda a temporada.


Fora a ilustração dos números, é comum em drives Allen fazer 2 jogadas incrivelmente mal desenvolvidas e no terceiro snap acertar um passe de 10+ jardas ou uma corrida espetacular, mostrando que ele é um QB de elite, mas que ainda sim comete muitos erros.


A demissão de Ken Dorsey ajudou bastante o crescimento do ataque e de jogadores como James Cook, que foi uma arma boa tanto em corridas como no side pass. Conseguindo uma média de 3,5 jardas por carregada.


Por mais que o ataque esteja funcionando de uma maneira melhor, não significa que as oscilações de certos jogadores tenham sido encerradas. Mais uma vez tivemos Josh Allen sendo interceptado de maneira homérica após esticar o campo sem nenhuma necessidade.


Steffon Diggs fez uma partida apagadíssima de apenas 29 jardas, talvez uma das piores do recebedor desde que chegou à liga e muito condizente com a sua temporada lotada de altos e baixos, e com mais baixos do que altos desde a troca do coordenador.


Gabe Davis, o criticado WR2 talvez tenha feito a partida de sua vida, foi o alvo número um e anotou TD, porém, está longe de ser o recebedor que o Bills precisa, sendo inclusive alvo de muitas críticas devido a jogos muito abaixo e "sumiços" em vários snaps.


Contudo, o principal problema da equipe tem sido a defesa. Sofrendo muito com lesões, não podemos exigir tanto de um corpo defensivo, porém, não é normal 11 atletas mudarem tanto de postura de um snap para o outro.


Funcionando bem com o jogo aéreo, não foi difícil limitar o espaço de ação dos recebedores. Easton Stick já não fazia um grande jogo livre, quando pressionado, "espalhou a farofa" e apesar de conectar alguns passes, não conseguiu nada distribuindo a bola.


A situação mudou mesmo de panorama quando foi ao jogo corrido. Tanto Austin Ekler quanto o próprio Stick tinham uma facilidade absurda de "dobrar a esquina" quando precisavam fazer uma corrida.


Os Bills se preocuparam tanto em bloquear o meio do campo que as corridas entre os Tackles e os CBs foram uma arma enorme dos Chargers, que na maioria das vezes paravam ou o first down ou uma ou duas jardas do mesmo.


Jogando "football 60's" os Chargers conseguiram gerar alguma oposição aos Bills e isso é bem preocupante. Um time que inicia a temporada se colocando como postulante a título não pode passar aperto com um time lotado de lesões e com Head Coach interino.


A equipe de Buffalo deve ir aos Playoffs, mas como irão se portar por lá é o preocupante. Até onde Josh Allen pode levar essa franquia sozinha? Será que os Turnovers continuarão sendo um problema? E a defesa, vai continuar oscilando dentro de jogos?


A postura do time contra uma equipe com nenhum objetivo na temporada foi bastante desanimadora. Apesar da elite de seu QB, ele acaba se precipitando ao fazer "tudo sozinho" e a defesa se saiu bem contra um jogo aéreo sem expectativas e foi mal ao enfrentar um bom RB.


Muita coisa deve ser corrigida nessa equipe. A esperança para o time de defesa é o retorno de alguns jogadores, não apenas de lesão, mas também de boa fase. Para Allen, apenas torcer para que o ataque se estruture melhor nessas duas semanas que faltam.


O Bills caminha para os Playoffs, porém, deve corrigir muita coisa e bem rápido, caso queiram ter vida longa na pós temporada e quem sabe, beliscar uma vaga no SuperBowl.

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page