google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

OPINIÃO: Errar uma vez é humano, duas vezes é burrice, 3 vezes é Fortaleza Esporte Clube


Foto: Divulgação (@FortalezaEC).

Na última quarta feira (29), o Fortaleza saiu derrotado mais uma vez para o Ceará, mantendo de pé o Tabu de 22 anos.


Não bastasse o terceiro revés seguido, foi novamente com os mesmos erros. Não conseguiu parar os pontas alvinegros, que mais uma vez exploraram avenidas que lembravam a Alberto Craveiro.


Uma zaga mal postada, batendo cabeça, e que até gol contra causou, efetivando ainda mais a necessidade de zagueiros novos no plantel. Um meio espaçado e pouco criativo, e um time como um todo apagado, sem ação, dependente das individualidades de Calebe e Lucero, um verdadeiro filme de horror.


Desde 2016 sem virar um placar de clássico, o Fortaleza só conseguiu ser mais volumoso que o Ceará quando o placar já estava 3x1, e mesmo tendo mais a posse, cedia muitos contra-ataques facilmente evitáveis em favor do Alvinegro, que foi incompetente em não fazer o quarto gol, mas não tão incompetente quanto o tricolor, que teve inúmeras chances para fazer o 3x3, e não obteve êxito.


As desculpas já se esgotaram, não é soberba, não é psicológico, é ser um time desorganizado, carente de peças, e com um departamento médico que se assemelha a uma sucata. Não consigo afirmar que nosso banco é deficiente, quase 15% do elenco está com lesões no mesmo local, não pode ser coincidência.


Apostas erradas cobram seu preço em jogos importantes. Precisar de jogadores de velocidade e ter um irregular Romarinho, Moisés voltando de lesão, Guilherme lesionado e que também se mostrou um nome irregular, e a tola aposta de R$ 4 milhões em Júnior Santos, que inclusive está de saída.


A única soberba que realmente existe é a da diretoria, que é bastante competente, mas quando erra prefere confrontar o torcedor, e se esconder nas glórias passadas, do que simplesmente pedir desculpas ao maior patrimônio do clube, o torcedor.


Vojvoda continua "socando em ponta de faca" e segue levando nós táticos de Morinigo, com uma concepção errônea de que superioridade técnica automaticamente cria uma superioridade tática, ou faria o falido 3-4-3 funcionar pela primeira vez no ano. O Ceará pode ter um time tecnicamente inferior, mas é extremamente mais organizado que o Fortaleza, por isso vence e vence com autoridade o terceiro clássico seguido.


O sistema defensivo é ruim e falho a quase 1 ano, e o treinador simplesmente não se atenta a isso, a fragilidade é enorme, e só do Ceará levou 7 gols em 3 jogos. Não é possível que a comissão técnica ache isso aceitável para começar a jogar uma primeira divisão.


Agora é limpar os cacos, corrigir muitos pontos, e garantir o pentacampeonato estadual, antes que o terceiro fracasso no ano chegue em 4 meses de temporada, pois nos dois primeiros grandes testes, o time sucumbiu e foi inoperante.



*As opiniões aqui emitidas são de total responsabilidade de seus autores e não necessariamente refletem a opinião do Dimensão Esportiva.

39 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page