google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

OPINIÃO: 2021 outra vez, Remo?

Atualizado: 31 de ago. de 2023


Remo perde para o Amazonas por 2 a 0 e segue zerado na Série C. Atuação preocupa. Foto: Samara Miranda/ Clube do Remo.

Não é novidade pra ninguém a situação que o Clube do Remo está passando neste início de Série C do Brasileirão. Três jogos, três derrotas e o pior de tudo: derrotas merecidas. Nos três jogos você via um time completamente sem ritmo, sem vontade de marcar e completamente “João Bobo” em campo, um atentado aos olhos do torcedor do Leão e até mesmo ao bom admirador do futebol.


O problema dessa sequência pavorosa não é nem ela em si, é porque o Remo começou em boa fase no estadual, Copa Verde e Copa do Brasil com um dream team invejável até mesmo pro rival Paysandu, que vive uma crise igual e bem mais arrastada que a nossa, e involuiu de uma forma completamente inacreditável. Claro, como todo time, tem suas falhas, inclusive alguns torcedores perceberam isso desde o Parazão, e avisaram que o time azulino teria muitos problemas com certas partes, como o meio-campo. Mas, boa fase, tudo azul, os torcedores alertas que se explodam…


Os problemas começaram a aparecer justo no calcanhar de aquiles, o RExPA da semifinal da Copa Verde. As falhas foram gigantescas nos dois jogos, porém, na ida, o Remo teve mais sorte e venceu. Na volta, as coisas começaram a mudar, os bicolores enxergaram as falhas azulinas e conseguiram reverter o resultado, que até então era vantajoso e vitorioso ao leão. Depois da vitória bicolor nos pênaltis, o sinal de alerta na Série C, que já estava ligado na torcida, ficou ainda mais. Mas, boa fase, tudo azul, os torcedores alertas que se explodam… de novo.


Ignoramos a hecatombe que foi a vitória sobre o Corinthians em casa e passamos a pipocada, na Neo Química Arena. Os mesmos erros foram cometidos e a situação se agravou, se espalhando para a Série C e o resultado vocês já sabem. Estamos caminhando para uma estrada cada vez mais tenebrosa após anos de reerguimento começando com aquela fatídica Série D de 2015. E detalhe: Repetindo os mesmos erros que nos levaram ao rebaixamento da B para a C em 2021: Diretoria omissa, time sem produção, treinador no mundo da lua e torcida apática.


Começando pela torcida, me chama bastante a atenção como alguns na própria internet tem a pachorra de defenderem a atual diretoria devido às benfeitorias administrativas no clube. Mas como diriam alguns militantes de twitter que ao criticarem o seu governo favorito, respondem com “não se come tal coisa”, referente ao assunto criticado, parafraseio como “Dívidas pagas, CT, e naming rights de estádio não chutam a bola pro gol”. Outra coisa que me chama a atenção é que as torcidas organizadas, que em outros tempos, cobravam ferrenhamente o clube, estão com comportamentos pra lá de estranhos, muito silenciosos, até porque só cantar “Tem que ter raça pra jogar no meu leão” não vai mudar nada.


Vamos à parte administrativa, o presidente Fábio Bentes tem uma mania bizarra de desaparecer nos momentos ruins e surgir do nada nas vitórias e propensos títulos (Copa Verde de 2021 que o diga) e ainda levanta a taça. Se a pessoa organizou o time, deu o “amém” para as contratações, ao invés de botar a cara pra bater quando a água bate na bunda, some? Que diacho de administrador ele é? Ensinaram a ele que administrador só administra em bons momentos, que não existirá alguma crise? Vai chegar uma hora que vai ter que assumir os erros e nem toda estrutura europeia, ou contratação provocativa ao rival, vai aliviar a raiva da torcida que realmente gosta do clube. Aí quando a cobra fumar, nem cantando a discografia inteira do Tim Maia vai salvar.


A mesma coisa digo ao time, se deixaram levar pela boa fase e a bela ilusão da imprensa, mas esqueceu que futebol é nível, campeonato é nível. Nem todo time de Série C, é time de Parazão, são níveis técnicos diferentes. Não existe essa de “a camisa vai pesar, vão ficar com medo da gente”, pelo amor né? E o que dizer do comportamento de Marcelo Cabo? A cada dia encarnando a clássica Poliana da novela, sempre fazendo o “Jogo do Contente”, procurando o lado bom, a cada falha. A conta chegou e não tem mais pano pra passar, uma autocrítica precisa ser feita antes que seja tarde, se já não estiver...


Não sou uma pessoa influente, sou apenas um formador de opinião e jornalista em formação, porém, como torcedor, preciso sugerir algumas coisas: A mudança precisa ser imediata, e não apenas de treinador, mas também realizar dispensas de alguns do elenco que nada produzem, contratar peças importantes que faltam no time, principalmente o que a torcida mais queixa. E a quem ficar, jogar respeitando torcida e adversários, o que não houve nos últimos jogos. Infelizmente não tem mais como esperar, o Remo está em um nível onde está zerado a três rodadas, faltando 16 jogos para o quadrangular, é preocupante demais. Se a pressão não for bem dada e mudanças não forem feitas pra ontem, lamento, mas preciso dizer: A Série D é logo ali. Queira Deus, que eu esteja errado, queira Deus!



*As opiniões aqui emitidas são de total responsabilidade dos seus autores, e não necessariamente refletem a opinião do Dimensão Esportiva.

36 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page