google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

O sucessor de Tite


Foto: César Greco/Palmeiras


A Copa do Mundo será no fim do ano e é provável que esse seja o último ato de Tite como técnico da Seleção Brasileira, afinal, se já é difícil um treinador comandar a Canarinho em duas Copas, imagine iniciar o ciclo de uma terceira.


Logo, vem aquela pergunta: quem será o sucessor de Tite? Já tivemos nomes cogitados como Renato Gaúcho, Mano Menezes, Cuca, até mesmo Jorge Jesus, mas não existe unanimidade.


O assunto causa muita discussão, mas eu não vejo sentido nisso, pois o sucessor de Tite tem nome e sobrenome: Abel Ferreira.


O treinador português, Bicampeão da América com o Palmeiras, enfrentou elencos muito mais estrelados que o que ele tinha em mãos e, mesmo assim, o time sobrou taticamente nas duas Libertadores que conquistou.



Foto: César Greco/Palmeiras


Abel, que tem apenas 43 anos (17 a menos que Tite), ainda está no início de sua carreira, mas já se mostrou um dos maiores estrategistas do futebol brasileiro nesse século.


Além da capacidade já mostrada, Abel tem uma filosofia parecida com a de Tite: seus times tem a defesa como ponto forte, mas não abdica de atacar e é mortal no contra-golpe, além de adorarem jogadores que tenham muita disciplina tática.


Nomes como Guardiola, Klopp, Tuchel, Ancelotti, não são tangíveis hoje, a não ser que algum deles tenha um desejo muito grande de treinar a nossa Seleção. Excluindo esses nomes mais badalados, não consigo ver outro nome tão capacitado para essa missão quanto o técnico alviverde.


Abel aceitaria tal desafio? Não sei. Mas não vejo nenhum nome melhor que ele para conduzir a Seleção na copa da América do Norte em 2026.

75 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page