google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Entrega a taça? Nuggets vence e fará o jogo 5 em casa podendo ser campeão

O Denver Nuggets “quebrou dois saques” do Miami Heat ao vencer as duas partidas na Flórida e agora está a uma vitória do título.


Denver Nuggets jogo 5 finais
Imagem: Reprodução/SBNation.com

Defesa fez a diferença no jogo 4

O Denver Nuggets soube se proteger muito bem do Miami Heat - sobretudo no segundo tempo - não permitindo que a equipe explorasse os arremessos de três pontos.

Michael Malone colocou como prioridade a defesa no jogo 4, com foco na contenção nas bolas do perímetro. O treinador disse:

“Vai depender da nossa habilidade de defender a linha de três pontos… Para mim, é aí onde a série será vencida ou perdida”.

O único jogo em que o Denver Nuggets falhou na marcação contra arremessos de três, foi o que o Miami Heat venceu, marcando 17 cestas de 3 pontos. No jogo 4, o Heat tentou apenas 25 arremessos de fora, sendo 10 a menos do que o menor número de tentativas em toda a série até então. Isso se dá muito pela força defensiva dos Nuggets que sabia que esse era o único meio a ser explorado pelo Miami Heat para vencer as Finais.


Olhando para a trajetória do Miami Heat na pós-temporada, eles passaram por três times (Milwaukee, Boston e Denver) que venceram mais de 60% das partidas na temporada regular. Vencendo nove jogos contra esses times, em seis deles, Miami teve um aproveitamento de ao menos 48% nos arremessos de três pontos. No jogo 4, o aproveitamento foi de 32% (acertando 8 de 25 tentados) na linha de três. Isso ressalta o grande trabalho dos Nuggets em reconhecer sua fraqueza e focar em não deixá-la exposta.

Aaron Gordon e Ban Adebayo jogo 4 finais
Imagem: Reprodução/Sports Illustrated

Nuggets sem Nikola Jokic não precisaram se preocupar

Outro ponto crucial para a vitória do Denver Nuggets foi o trabalho dos coadjuvantes no jogo 4. A equipe mostrou que Jokic pode ter jogos sem estar com o “modo semi-deus” ativado que eles dão conta do recado. O pivô teve uma pequena lesão no tornozelo no primeiro tempo e no último quarto precisou ficar no banco devido às 5 faltas que acumulou. Isso não enfraqueceu os Nuggets a ponto da liderança do placar sair do controle. Houve um desconto na vantagem, mas Aaron Gordon, KCP e Bruce Brown souberam segurar as pontas muito bem. Vale lembrar que Jamal Murray machucou a mão, isso atrapalhou bastante sua contribiução.


Denver abusou de pick-and-rolls e criou jogadas que deixaram o Miami Heat em enorme desvantagem, Aaron Gordon se aproveitou muito disso, fazendo 15 pontos no segundo quarto e terminando a partida com 27. Bruce Brown foi dominante nos minutos finais e impediu que o Heat buscasse uma reação derradeira.


O Miami Heat não liderou uma partida dos jogos 3 e 4 (ambos em casa) por mais de cinco pontos. É um dado assustador que diz mais sobre uma dominância do Denver Nuggets do que uma falha do Heat.


15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page