google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Mock Draft da NFL - É Hoje!


Foto: Kirby Lee/ USA Today Network.


Hoje (27/04) é finalmente o dia do Draft da NFL, quando todo o trabalho duro dos 32 times de analisar centenas de jogadores universitários é recompensado - ou não. O Draft é onde GMs são aclamados como gênios ou demitidos, e é o natal de quem acompanha o futebol americano universitário. Com isso em mente o Dimensão Esportiva traz mais uma simulação (mock) de como vai ser essa noite mágica de quinta-feira.



· #1 Carolina Panthers (via CHI) – Brice Young, QB, Alabama

Brice Young possui todas as características que se procura em alguém para liderar uma franquia na NFL. Ele pode não ser alto e o peso realmente é uma preocupação, mas a sua inteligência em campo, combinada com a sua liderança dentro e fora mais do que compensam essa falta de tamanho.


· #2 Houston Texans – Will Anderson Jr., EDGE, Alabama

Pessoalmente essa é uma escolha que eu defendo desde antes dos Texans perderem a pick 1. O time está muito longe ainda de competir e selecionar um QB em 2023 seria jogar pelo menos 2 anos do contrato de calouro fora, além do que nenhum desses prospectos é um Trevor Lawrence da vida. Em seu primeiro Draft, DeMeco Ryans vai na escolha mais segura e garante um jogador que pode bater 10.0 sacks já como calouro.


· #3 Tennessee Titans (TROCA) – CJ Stroud, QB, Ohio State

Termos da troca: Cardinals recebem a 11ª escolha e a 41ª escolha em 2023, uma primeira rodada e uma quinta em 2024. Os Titans recebem a 3ª escolha de 2023 e uma quarta rodada em 2024.


Vendo que Stroud ainda não foi escolhido e que ele está para cair no colo dos Colts, os Titans trocam para garantir o seu QB do futuro no jogador de Ohio State. Ele pode não ser o mais móvel dos QBs mas possui atleticismo bom o bastante para esticar as jogadas e o jogo contra Georgia mostrou ao mundo o quão letal é o seu braço dentro e fora do pocket.


· #4 Indianapolis Colts – Will Levis, QB, Kentucky

Talvez a segunda escolha mais comum em mock drafts seja Levis para os Colts. O time precisa achar alguém para realmente tomar o posto de quarterback e parar de apostar em veteranos em final de carreira. Shane Steichen começa o seu trabalho em Indianapolis pegando um diamante bruto que, se bem lapidado, pode ter um bom futuro na NFL.


· #5 Seattle Seahawks – Anthony Richardson, QB, Florida

Falando em diamantes brutos, Seattle aproveita a escolha recebida na troca com Denver pelo Russel Wilson para escolher o seu sucessor. Geno Smith foi muito bem em 2022, mas os Seahawks aproveitam essa escolha no top 5 para pegar o jogador mais volátil da classe. Se o desenvolvimento de Richardson for bom o time vai ter um monstro na posição de QB. Se der errado, algumas pessoas podem precisar de um novo emprego.


· #6 Detroit Lions – Devon Whiterspoon, CB, Illinois

Por conta de uma defesa extremamente frágil que Detroit não conseguiu uma vaga nos playoffs no ano passado. O ataque é bom o suficiente para extrair o melhor de Jared Goff, e, como nenhum dos QBs está disponível, a melhor opção é melhorar a defesa. Jalen Carter poderia ser uma opção, mas depois de ver como o time lidou com jogadores violando as regras de aposta, aparentemente o extracampo é um fator importante. Whiterspoon é um jogador que pode começar de titular logo na semana 1 e melhorar o jogo contra o passe.


· #7 Las Vegas Raiders – Jalen Carter, DT, Georgia

Como dito, Jalen Carter possui problemas extracampo que prejudicaram ele durante o processo de Draft (assim como Combine e Pro Day ruins), mas, considerando apenas dentro das quatro linhas, Carter é um monstro. Ele possui força e velocidade impressionantes e consegue tanto vencer no 1x1 em situações de passe quanto em bloqueios duplos contra a corrida. Historicamente os Raiders parecem não colocar um peso muito grande no extracampo, e Carter pode ter um impacto imediato muito grande nessa defesa.


· #8 Atlanta Falcons – Tyree Wilson, EDGE, Texas Tech

Atlanta pode seguir uma quantidade muito grande de caminhos com essa 8ª escolha, e aqui eles vão atrás de um upgrade no pass rush. Wilson não é o mais rápido dos prospectos, mas é forte como um touro, usando muito de sua força para vencer os duelos contra seus bloqueadores. No próximo nível ele vai precisar trabalhar em aumentar seu arsenal de movimentos, já que OTs na NFL também são fortes e sabem técnicas para bloquear bull rushes.


· #9 Chicago Bears – Paris Johnson Jr., OT, Ohio State

Esse cenário é perfeito para os Bears, que já conseguiu um excelente alvo na troca com os Panthers e agora consegue um excelente prospecto de Tackle para proteger Justin Fields, que teve que correr pela sua vida em 2022. Com um WR de qualidade, um OT muito promissor e peças novas na defesa, o rebuild começa muito bem em Chicago.


· #10 Philadelphia Eagles – Bijan Robinson, RB, Texas

Muitas pessoas são contra draftar um running back tão cedo na primeira rodada, mas esse é um cenário muito específico. Mesmo perdendo alguns jogadores na free agency os Eagles possuem um time bem completo, o que possibilita Howie Roseman a pegar um dos melhores jogadores da classe. Bijan não possui nenhum defeito em seu jogo e é um RB de 3 descidas, dando uma nova dimensão a um jogo corrido que já era muito potente.


· #11 Arizona Cardinals (TROCA) – Nolan Smith, EDGE, Georgia

Termos da troca: Cardinals recebem a 11ª escolha e a 41ª escolha em 2023, uma primeira rodada e uma quinta em 2024. Os Titans recebem a 3ª escolha de 2023 e uma quarta rodada em 2024.


Os Cardinals possuem vários buracos para preencher no elenco, até por isso a troca para descer no Draft e acumular escolhas. Mesmo sendo menor do que se espera para a posição, Smith consegue fazer bastante pressão nos backfields adversários. Se a sua comparação é com Haason Reddick, quem melhor do que o novo head coach dos Cardinals, e antigo coordenador defensivo dos Eagles, Jonathan Gannon, para extrair o que Nolan Smith possui de melhor?


· #12 Houston Texans – Jaxon Smith-Njigba, WR, Ohio State

Após o surpreendente movimento de não escolher um QB com a segunda escolha, os Texans pegam um novo alvo para o ataque. Em vez de sair da primeira rodada com uma nova dupla de QB e WR, o time começa a era Ryans com o melhor defensor e o melhor corredor de rota da classe, melhorando o time para quem vier ser o QB a partir de 2024.


· #13 Green Bay Packers – Peter Skoronski, OT, Northwestern

Essa escolha pode parecer meio estranha, já que a linha ofensiva de Green Bay sempre parece boa e o time possui outras necessidades. Porém David Bakhtiari já passou dos 30, seu contrato está perto de acabar e ele conviveu com lesões muito sérias recentemente, jogando apenas 24 dos últimos 50 jogos. Skoronski pode tanto ficar um ano no banco aprendendo com um dos melhores LT da liga quanto entrar logo de cara caso seja necessário, oferecendo uma renovação na proteção do agora titular Jordan Love.


· #14 Minnesota Vikings (TROCA) – Christian Gonzalez, CB, Oregon

Termos da troca: Patriots recebem a 23ª escolha em 2023, uma escolha de segunda rodada e uma de sexta em 2024 e o EDGE Za’Darius Smith. Os Vikings recebem a 14ª e a 76ª escolha de 2023.


Vendo que Christian Gonzalez começou a cair no Draft, Kwesi Adofo-Mensah age rápido e troca com os Patriots para subir e pegá-lo. Gonzalez automaticamente subiria o nível de uma secundária que foi muito mal em 2021 e 2022, dando a liberdade de colocar o recém-chegado Byron Murphy no slot caso seja necessário, melhorando duas posições com a chegada de um jogador.


· #15 New York Jets – Lukas Van Ness, EDGE, Iowa

O New York Jets se colocou fortemente na briga pelos playoffs com a chegada de Aaron Rodgers. Eu cogitei fortemente adicionar mais um alvo para se juntar ao Rodgers e Garrett Wilson, mas a opção foi por dar ainda mais poder de fogo à uma linha defensiva que fez um bom trabalho em 2022. Com Rodgers o time espera garantir um ataque forte, e, com Van Ness, causar um inferno na vida de quarterbacks adversários.


· #16 Washington Commanders – Joey Porter Jr., CB, Penn State

Washington possui um bom cornerback em Benjamin St-Juste, mas uma andorinha só não faz verão, e o time seleciona Joey Porter Jr., filho do ex-linebacker Joey Porter, para fazer uma boa dupla de CBs em uma divisão que eles enfrentam AJ Brown, DeVonta Smith e CeeDee Lamb várias vezes na temporada.


· #17 Pittsburgh Steelers – Broderick Jones, OT, Georgia

Os Steelers estão em um verdadeiro limbo. Mike Tomlin nunca teve uma campanha negativa em sua carreira – o que é surpreendente -, mas desde o final da era Roethlisberger e dos Killer B’s que a equipe não compete de verdade. Para tentar voltar a brigar os Steelers precisarão e muito de uma linha ofensiva melhor, seja para proteger Kenny Pickett, seja para abrir espaço para as corridas de Najee Harris.


· #18 Detroit Lions – Zay Flowers, WR, Boston College

Após pegar Whiterspoon na 6ª escolha o front office de Detroit volta a atenção para o ataque, indo com o produto de Boston College. Flowers chegaria e não só substituiria DJ Chark, mas seria um bom upgrade na posição de WR2, formando uma dupla jovem e fantástica com Amon-Ra St. Brown.


· #19 Tampa Bay Buccanneers – Deonte Banks, CB, Maryland

Banks talvez seja o cornerback que mais oferece potencial dessa classe, possuindo um tamanho raro e um atleticismo e reação ainda mais raros para o tamanho que ele possui. Tampa Bay espera não voltar ao que era antes de Tom Brady, e para isso devem apostar em jogadores com alto potencial.


· #20 Seattle Seahawks – Myles Murphy, EDGE, Clemson

Com o QB do futuro da franquia assegurado, o time agora se vira para a defesa. Assim como dito na escolha dos Jets, Murphy viria para melhorar um pass rush que já foi bem em 2022, mas, tentando brigar com os 49ers pelo título de divisão, pressionar ainda mais Brock Purdy ou Trey Lance será fundamental.


· #21 Los Angeles Chargers – Michael Mayer, TE, Notre Dame

Essa offseason é uma das mais tristes para os torcedores dos Chargers em algum tempo, depois de tomar uma virada de 27 pontos no Wild Card. A defesa pode e deve ser melhorada, mas dar mais um alvo para Justin Herbert também ajuda. Mayer sobra como o melhor TE da classe e sua envergadura ajuda muito o time em situações de redzone.


· #22 Baltimore Ravens – Quentin Johnston, WR, Baltimore

Baltimore segue na saga de tentar fazer com que Lamar Jackson fique, e uma dessas soluções é melhorar o grupo de WR. Odell Beckham Jr. Já veio na free agency, e Johnston é um jogador extremamente dinâmico com a bola nas mãos e uma boa arma esticando o campo, o que dá mais espaço para OBJ e Mark Andrews no meio e para o próprio Jackson correr com a bola.


· #23 New England Patriots (TROCA) – Brian Branch, DB, Alabama

Termos da troca: Patriots recebem a 23ª escolha em 2023, uma escolha de segunda rodada e uma de sexta em 2024 e o EDGE Za’Darius Smith. Os Vikings recebem a 14ª e a 76ª escolha de 2023.


Nada mais comum na última década do que colocar os Patriots pegando um defensive back de Alabama. Seguindo esse costume temos Brian Branch chegando em New England. Branch é um jogador muito versátil e explosivo na secundária, podendo jogar de nickel, safety e cornerback. Bill Belichick com certeza faria mágica com um jogador desse nas mãos.


· #24 Jacksonville Jaguars – Calijah Kancey, DT, Pittsburgh


Algumas pessoas podem ter problema com o tamanho de Kancey, mas ele é um baita prospecto de defensive tackle, possuindo um arsenal muito grande de movimentos para vencer os bloqueios. Talvez ele não fique no campo em situações óbvias de corrida, mas ele tem um motor que não para, o que, somado a sua técnica, faz dele um jogador muito bom contra o passe.


· #25 New York Giants – Jordan Addison, WR, USC

Não é novidade que os Giants precisam melhorar o corpo de recebedores, e, para a sorte deles, Jordan Addison ainda está disponível. Daniel Jones teve um ano ok, o que rendeu um novo contrato, no primeiro ano jogando no esquema de Brian Daboll. Com Addison os Giants conseguem um WR que cria espaço tanto no início quanto no final da rota, mesmo sem ser muito rápido.


· #26 Dallas Cowboys – Dalton Kincaid, TE, Utah

Se acontecer de sair mais um running back na primeira rodada, esse pode ser o lugar, mas nesse mock os Cowboys resolvem suprir a perda de Dalton Schultz, que foi para os Texans. Com Dak, Lamb, Pollard e Kincaid os Cowboys mantém o ataque como um dos mais fortes da NFC.


· #27 Buffalo Bills – O’Cyrus Torrence, iOL, Florida

Os Bills estão extremamente perto de disputar o seu primeiro Super Bowl desde os anos 90, o que falta é só reforçaras trincheiras, e, honestamente, um pouco de sorte. Torrence chega como um upgrade no miolo da linha ofensiva, o que é necessário para melhorar um jogo terrestre que não possui running backs de alto calibre e a proteção a Josh Allen.


· #28 Cincinnati Bengals –Cam Smith, CB, South Carolina

Assim como os Bills, não falta muito para os Bengals saírem da fila. A contratação de Orlando Brown possibilita o front office a focar na secundária, um dos pontos mais frágeis da equipe. Smith vai ter que tomar cuidado para não ser muito agressivo e terá que melhorar no tackle, mas ele é muito bom disputando a bola no ar e marcando as rotas.


· #29 New Orleans Saints – Bryan Breese, DT, Clemson

Se o problema de Kancey é tamanho, Breese é exatamente o seu oposto. Breese é um gigante que consegue muito bem ocupar espaços, sendo uma montanha no meio da linha defensiva. A defesa dos Saints precisa de jogadores jovens para renovar a unidade, e, se conseguir ficar saudável (teve vários problemas de lesão no college), pode ser um pilar do time por anos e anos.


· #30 Philadelphia Eagles – Mazi Smith, DL, Michigan

Uma escolha talvez surpreendente, os Eagles reforçam uma linha defensiva histórica em 2022. Quando o time ganhou o Super Bowl em 2017 eles tinham uma linha defensiva com várias peças e que rodavam muito, e em 2022 foi a mesma coisa. Isso mostra que Howie Roseman sabe da importância do investimento na linha defensiva, e Mazi Smith chegaria podendo substituir o lendário Fletcher Cox.


· #31 Kansas City Chiefs – Darnell Wright, OT, Tennessee

Para fechar a primeira rodada os Chiefs fortalecem a sua linha ofensiva com Darnell Wright, um prospecto que precisa limpar algumas coisas em seu jogo, mas que possui um tamanho muito interessante para a posição. O seu trabalho de pés precisa ser refinado e ele joga muito alto às vezes, mas isso são coisas que podem ser trabalhadas no profissional. Ele tem experiência jogando tanto como LT quanto RT e usa muito bem as mãos na proteção do passe.


댓글


bottom of page