google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Minas x Maringá: Tudo que você precisa saber sobre o primeiro confronto da Copa Brasil Feminina!


Reprodução mtcvolei/Fernando Teramatsu

“Momento” talvez seja a palavra que melhor defina o primeiro confronto das quartas de final da Copa Brasil Feminina. Um duelo entre 2º e 7º colocados até o fim do primeiro turno deveria pender para um lado. Os últimos resultados, entretanto, deixam uma grande incógnita para a partida que acontece nesta segunda, às 18h30, na Arena UniBH, entre Minas e Maringá. O Dimensão Esportiva transmite o jogo a partir das 18h. 


As duas equipes vem de resultados negativos, mesmo que o Minas tenha conquistado uma vitória suada e discutível em seu último jogo, contra o Bluvôlei. Uma situação inusitada no terceiro set levantou discussões sobre a validade do confronto, que será avaliado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, segundo a CBV. Na ocasião, a levantadora Jenna Gray entrou em quadra com a camisa de uma companheira de equipe, Annie Mitchem. O erro só foi percebido quando o placar estava 8x7 para o Bluvôlei, com as duas atletas em quadra. 



COMO CHEGAM AS EQUIPES


O momento não é favorável para nenhum dos dois times. Apesar da vitória no último jogo, o Minas enfrenta muitos problemas, principalmente com uma linha de passe inconstante, cedendo pontos para o adversário e prejudicando o estilo rápido de jogo da equipe. A derrota de virada no clássico contra o Praia Clube também abala a confiança. O time de Belo Horizonte vencia o jogo por 2x0.


Maringá, por sua vez, também enfrenta problemas. Atual oitavo colocado da superliga, o time vem de duas derrotas, 3x1 contra o Sesi Bauru e 3x0 contra o Sesc Flamengo. A última, com amplo domínio da equipe carioca. 


Apesar do momento difícil, o Minas ainda possui nomes de peso e que podem mudar o rumo de uma partida. A levantadora Jenna Gray tem feito bons jogos, mesmo voltando de lesão. Thaisa e Júlia Kudiess são, sem dúvidas, destaques do time. As duas centrais figuram nas estatísticas de melhores bloqueadoras por set. Thaisa ainda é a atacante com melhor percentual de ataques da Superliga. A oposta Kisy também é um dos destaques da equipe, com 204 pontos totais, sendo a segunda maior pontuadora da competição. 


A equipe do Paraná não fica atrás no quesito levantadoras. A japonesa Tamaki Matsui tem apresentado muito bem a escola japonesa de levantadoras, sempre excepcional em qualidade, valorizando o jogo rápido, nessa superliga. 


Outro destaque é Mari Brambilla, que retorna ao Brasil depois de algumas temporadas no voleibol universitário americano. A jovem ponteira já figura em segundo lugar nas estatísticas de saque da Superliga, com 0,42 aces por set - quase um ace a cada dois sets. A oposta Daniela Cechetto também é um nome a se observar. A atleta é a décima maior pontuadora da Superliga - e maior pontuadora do Maringá, com 169 pontos. 



TRANSMISSÃO:


Dimensão Esportiva



Narração: Pedro Canela

Comentários: Mariana Guiciard e Weverton Silva


Outros Meios:

TV Fechada: SporTV 2


14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page