google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

O que o Miami Heat deve fazer para conter Nikola Jokic e o Denver Nuggets


O Denver Nuggets varreu os Lakers e ficou no sofá esperando o vencedor da longa série entre Boston Celtics e Miami Heat para ver quem será seu oponente nas Finais. Mais uma vez o Miami Heat chega como “underdog” para uma série, contudo, eles já nos provaram que isso está longe de ser um problema. Entenda o que o Heat precisa fazer para crescer nas Finais contra os Nuggets e evitar Nikola Jokic.

Jimmy Butler e Nikola Jokic Miami e Denver
Imagem: Reprodução/DraftKings Nation

Denver possui o ataque mais eficiente dos playoffs desta temporada, Jamal Murray e Nikola Jokic lideraram a equipe de uma maneira espetacular. Um time que gira em torno do pivô duas vezes MVP e que contém peças de apoio importantíssimas para o sucesso do jogador. Jamal Murray com alto volume de pontos usando pick-and-roll, Aaron Gordon sendo uma válvula de escape bastante versátil e Bruce Brown vindo do banco e contribuindo muito em bolas de três, ou seja, um ataque completo.


O "Jokic Centrismo" do Denver Nuggets funciona bastante com o pivô atacando o aro e espalhando a bola. Se a marcação for simples, ele pontua; se for dupla, ele encontra um companheiro livre.

Nikola Jokic Finais contra Miami Heat
Imagem: Reprodução/NBA.com

O Miami Heat, por incrível que pareça, terá que esquematizar seu jogo de uma forma parecida com a dos Lakers. Vamos entender isso melhor:


Os Lakers pecaram muito no ataque ao enfrentar o Denver Nuggets, muitos arremessos forçados e muitos erros ofensivos. Ao defender, souberam esquematizar o quinteto em quadra para se proteger de Nikola Jokic sem que outro jogador fique livre por muito tempo. O ala-pivô (na maioria dos casos Rui Hachimura) marcava Jokic individualmente e Anthony Davis segurava Aaron Gordon, mas sempre observando o pivô de Denver. Caso o Joker conseguisse avançar em cima de Rui, Davis subia na ajuda em um tempo bem próximo ao ato do arremesso.


O Miami Heat terá que defender os Nuggets de maneira semelhante. É muito importante segurar Nikola Jokic sem que outro jogador fique livre. Lembrando que quando se trata do pivô dos Nuggets, é praticamente impossível pará-lo, no máximo evitá-lo. Então, o Heat terá que defender da mesma maneira que os Lakers fizeram em relação a Jokic. Forçar faltas no jogador também é importante, a melhor forma de minimizar seu estrago é deixando-o fora de quadra.


Dessa maneira, Miami terá uma chance maior no ataque. Diferente de Los Angeles, o Heat é muito mais eficiente atacando a cesta e poderá ter mais arremessos de três pontos convertidos do que os Lakers tiveram. Caleb Martin, Duncan Robinson e Kyle Lowry, quando tudo está dando certo, são armas fortes no perímetro.


O ponto fraco do Miami Heat, que quase custou a série contra os Celtics, são os rebotes ofensivos permitidos ao adversário. Esse quesito será crucial no confronto das Finais. Caso Miami permita os Nuggets, com Nikola Jokic e Aaron Gordon, dominarem o garrafão nos rebotes ofensivos, não há muito o que fazer no ataque. Esse é um ponto muito perigoso e um matchup de muita vantagem para Denver.



Datas e horários das partidas finais da NBA 2023:

  • Jogo 1: 01/06 - 21h30 - Denver Nuggets x Miami Heat, em Denver

  • Jogo 2: 04/06 - 21h - Denver Nuggets x Miami Heat, em Denver

  • Jogo 3: 07/06 - 21h30 - Miami Heat x Denver Nuggets, em Miami

  • Jogo 4: 09/06 - 21h30 - Miami Heat x Denver Nuggets, em Miami

  • *Jogo 5: 12/06 - 21h30 - Denver Nuggets x Miami Heat, em Denver

  • *Jogo 6: 15/06 - 21h30 - Miami Heat x Denver Nuggets, em Miami

  • *Jogo 7: 18/06 - 21h - Denver Nuggets x Miami Heat, em Denver *Jogos a acontecer em caso de empate na série.

VAMOS JUNTOS NESSA!


Todos os jogos da decisão serão transmitidos ao vivo pelo Dimensão Esportiva no YouTube, com cobertura em tempo real da nossa equipe direto do NBA House, em São Paulo.

Comments


bottom of page