google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Liverpool goleia Leicester, ganha força na briga pelo G4 e afunda adversário na zona de rebaixamento

Foto: Divulgação Instagram/Liverpool

Leicester e Liverpool se enfrentaram nessa segunda-feira (15), no King Power Stadium, em Leicester, na Inglaterra, pela 36° rodada da Premier League.


O Leicester começou o jogo com certo ímpeto ofensivo, com minutos iniciais bem intensos, tentando abrir o placar, porém, com o passar do tempo, o Liverpool colocou a bola no chão e passou a tomar conta das principais ações da partida. Até os 33 minutos, a melhor chance do jogo tinha sido apenas dos Foxes, em jogada na qual Jamie Vardy saiu cara a cara com Alisson, mas chutou em cima do goleiro brasileiro.


Nos minutos posteriores, a dupla Mohamed Salah e Curtis Jones brilhou e, em duas jogadas na sequência do egípcio assistindo o inglês, o Liverpool abria 2 a 0.


O primeiro gol começou no lançamento do Alisson, qual o zagueiro do Leicester, Wout Faes, não conseguiu cortar, possibilitando que Luis Díaz ficasse com a bola para entregá-la ao capitão Jordan Henderson que, tocou de primeira para Mohamed Salah cruzar e Curtis Jones abrir o marcador.

Foto: Divulgação Instagram/Liverpool

O segundo gol saiu logo em seguida, de uma jogada bem vertical dos Reds. Ibrahima Konaté, Jordan Henderson, Cody Gakpo e Mohamed Salah - nessa ordem, todos com no máximo, dois toques na bola - fizeram a bola chegar em Curtis Jones (novamente), que girou e bateu para o fundo das redes.


O Liverpool ainda teve a chance de marcar o terceiro na sequência, porém, Cody Gakpo chutou em cima do goleiro Daniel Iversen. Neste momento da partida, o Leicester já não conseguia produzir mais nada no primeiro tempo.


No segundo tempo, o time da casa voltou tentando agredir o Liverpool, inclusive obrigando Alisson a fazer grande defesa após finalização de fora área de Harvey Barnes e assim, o jogo começava a ficar mais aberto, principalmente com os Foxes tentando diminuir a diferença no placar para "voltar à partida".


Ainda assim, o Liverpool tinha mais qualidade na construção de jogadas e conseguiu ampliar o placar, fechando a goleada numa bela cobrança de falta, em que Mohamed Salah - anotando sua terceira assistência na partida - rolou a bola para trás e Trent Alexander-Arnold finalizou com muita força e efeito, colocando a bola no ângulo.


DESTAQUES INDIVIDUAIS:


Wout Faes: Fazia um jogo relativamente bom, porém, falhou por não conseguir cortar o lançamento do Alisson no lance do primeiro gol.


James Maddison: The Besta. Apareceu pouco e, quando apareceu, não produzia e errava muitos passes.


Harvey Barnes: Jogador mais produtivo do ataque do Leicester.


Jamie Vardy: Muito apagado, além da chance que teve de abrir o placar no primeiro tempo.


Alisson: Ótimo jogo, fez defesas importantes de finalizações de Jamie Vardy e Harvey Barnes, saindo muito bem em inúmeras ocasiões, além de ter lançado a bola, que iniciou a jogada do primeiro gol do Liverpool.

Foto: Divulgação Instagram/Premier League

Trent Alexander-Arnold: Fez um golaço em jogada ensaiada na cobrança de falta com Mohamed Salah, chutando no ângulo.


Ibrahima Konaté: Fez uma partida segura na defesa e ajudou a iniciar a construção das jogadas, tendo participação fundamental no lance do segundo gol, por exemplo.


Virgil van Dijk: Jogou bem defensivamente.


Jordan Henderson: Um dos melhores em campo, muito controle do meio, intensidade, e participação importante nos dois primeiros gols.


Curtis Jones: Partida decisiva, marcando dois gols em sequência.


Mohamed Salah: The Best. Deu três assistências e construiu boas jogadas no ataque do Liverpool. Teve a chance de marcar o seu gol no final - cara a cara com Daniel Iversen - mas finalizou para fora.

Foto: Divulgação Instagram/Liverpool

Cody Gakpo: Deu o passe para Mohamed Salah assistir Curtis Jones no segundo gol do Liverpool.


Luis Díaz: Teve participação bem relevante no ataque dos Reds, principalmente, aproveitando a falha de Wout Faes no lance do primeiro gol.


TATIQUÊS:


Leicester: Jogou no 4-2-3-1, marcando por zona, saindo de trás com bolas longas e sendo vertical na fase de ataque.


Liverpool: Jogou no 4-3-3, trocando muitos passes, com inversões no posicionamento de Henderson com Arnold na parte ofensiva, marcando por zona e contra-atacando de forma rápida quando recuperava a bola.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page