google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Houston Texans x Cleveland Browns: Tudo o que você precisa saber



Reprodução: David J. Phillip, AP


Os playoffs da NFL estão começando, o jogo que abre os playoffs, é Houston Texans e Cleveland Browns. O jogo é válido pela rodada de Wild Card da NFL, quem perder, estará eliminado dos playoffs. O Dimensão Esportiva transmitirá, em áudio, todos os 6 jogos do Wild Card. O jogo será disputado no NRG Stadium, em Houston, neste sábado (13), às 18h30 (Horário de Brasília). O link da transmissão do DE e a equipe de transmissão do duelo, estarão disponíveis ao final desta preleção.


O Houston Texans precisou vencer a divisão AFC South, para que pudesse ter este jogo em casa, a divisão foi vencida com uma campanha de 10-7 (dez vitórias e sete derrotas), porém os Texans chegaram na última semana, ainda com chances de ficar fora dos playoffs, o duelo divisional contra os Colts, valia o título da divisão, e consequentemente, a vaga na pós-temporada. O jogo foi muito duro, mas os Texans ganharam por 23 a 19, contando com um drop de Tyler Goodson, Running Back dos Colts, na última jogada da partida. Os destaques dos Texans neste jogo, foram:


  • Nico Collins: 9 recepções, 195 jardas e 1 Touchdown recebido.

  • C. J. Stroud: 20/26, 264 jardas aéreas, 2 Touchdowns lançados.

  • Christian Harris: 7 tackles totais e 1 sack.


Os Texans tem Stroud como peça-chave, para fazer a diferença na partida. O Quarterback vai estrear em playoffs na sua primeira temporada na NFL, porém tem mostrado jogos de gente grande, impressionando em seus números e virando destaque na liga, de forma muito rápida.


O Cleveland Browns, diferente dos Texans, já chegou na última semana, com a vida resolvida, a campanha de 11-6 (onze vitórias e seis derrotas), assegurou o 5° (quinto) lugar na AFC, porém o time ficou atrás dos Texans na tabela, pela colocação em sua divisão (AFC North), o time foi o segundo e ficou atrás do Baltimore Ravens, que ganhou a divisão e assegurou o primeiro lugar da AFC, com uma campanha de 13-4 (treze vitórias e quatro derrotas). Portanto, como os Browns já estavam classificados, muitos jogadores foram poupados do confronto contra os Bengals, que terminou com vitória dos Bengals, por 31 a 14.


Browns e Texans, já se enfrentaram nessa temporada, em jogo válido pela Semana 16 da NFL. Na ocasião, os Browns venceram por 36 a 22, com um jogo fantástico de Amari Cooper, que terminou o jogo com, 11 recepções, 265 jardas e 2 Touchdowns. C. J. Stroud não jogou nesta partida, pois estava lesionado, portanto, o jogo pode ser a chance de revanche pros Texans.


Expectativas e palpite para o jogo:


Os Head Coaches de Browns e Texans, estão entre os melhores da temporada na liga, sem dúvidas. Kevin Stefanski foi o responsável pelo time dos Browns, que acabou com a seca de jogos de playoffs, da franquia. Stefanski, antes de ir para os Browns, ficou por 13 anos nos Vikings, sendo o coordenador ofensivo do time, em 2018 e 2019, mas só assumiu o posto de Head Coach, nos Browns. Em 2020, o time de Cleveland encerrou um jejum de 18 anos sem playoffs, e por conta disso também, Stefanski foi premiado como melhor técnico do ano, na NFL. Em mais uma temporada sólida com os Browns, Stefanski merece respeito pelo seu trabalho com o time. DeMeco Ryans está em seu ano de estreia na NFL como Head Coach. Antes de ir para os Texans, ficou por 5 anos no San Francisco 49ers, sendo o coordenador defensivo do time, entre 2021 e 2022, apesar de ser estreante, Ryans surpreendeu com o time de Houston, que antes da temporada começar, não era cotado pra vaga aos Playoffs e muito menos, ganhar a divisão. O confronto entre os 2 técnicos, certamente é um dos enredos e histórias, que compõem este jogo.


Os 2 times contam com defesas e ataques, bem agressivos, que mostram como este jogo está bastante balanceado. Veremos um paralelo entre as estatísticas de ambos os times.


Nas estatísticas ofensivas:

  • Browns está em 13° (décimo terceiro), na medias de jardas totais por jogo, com 354.6. Texans é o 10° (décimo), nesta estatística, com média de 354.6 por jogo;

  • Browns é o 19° (décimo nono), na média de jardas passadas por jogo, com 217.2. Os Texans é o 7° (sétimo), na mesma estatística, com média de 245.5 por jogo;

  • Os Browns estão em 12° (décimo segundo) nas jardas terrestres, com média de 118.6 por jogo. Texans são o 22° (vigésimo segundo) time nesta estatística, com média de 96.9 por jogo;

  • Em pontos, os Browns são o 10° (décimo) na liga, com 23.3 por jogo. Os Texans estão em 13° (décimo terceiro), com média de 22.2 por jogo;

  • Browns são o 29° (vigésimo nono) na porcentagem de terceiras descidas convertidas, 31.6%. Texans estão em 19° (décimo nono) na estatística, com 37.9%.


Os Browns tiveram 3 Quarterbacks na temporada, mas ainda assim, conseguiram segurar a temporada, com a contratação de Joe Flacco, que não foi perfeito, mas foi convincente quando pressionado. Os Texans sofreram com jogo terrestre, por conta do desempenho ruim de Dameon Pierce, que veio por se lesionar e então perdeu a vaga para Devin Singletary, jogou de forma mais regular, amenizando a ineficiência do time, com as corridas.


Nas estatísticas defensivas:

  • Os Browns tem a menor média da liga, em jardas totais cedidas por jogo, com 290.7. Os Texans estão em 16° (décimo sexto) nessa estatística, com média de 351.6 por jogo;

  • Os Browns também são, o time com a menor média de jardas passadas cedidas, com 164.7 por jogo. Os Texans estão em 23° (vigésimo terceiro), na mesma estatística, com média de 234.1 por jogo;

  • Browns é o 11° (décimo primeiro) time, na média de jardas terrestres cedidas, com 105.5 por jogo. Os Texans são o 6° (sexto) time na estatística, com média de 96.6 por jogo;

  • Os Browns estão em 13° (décimo terceiro), na média de pontos sofridos por jogo, com 21.3. Os Texans são o 11° (décimo primeiro) time, nesta estatística, com média de 20.8 por jogo;

  • Browns é o time com a menor porcentagem, de terceiras descidas cedidas, com 29.1%. Texans é o 5° (quinto) com a menor porcentagem, com 35.7%;

  • Os Browns são o 5° (quinto) time com mais Turnovers, com 28. Os Texans estão em 16° (décimo sexto), com 24 Turnovers.


A defesa dos Browns é simplesmente assustadora, e com certeza é um fator determinante do jogo. O ataque dos Texans é muito forte, mas este jogo, será a prova de fogo deles. Será um jogo de detalhes, muito bom de se assistir, eu garanto.


Palpite


As circunstâncias fazem com que o jogo seja quase que imprevisível, o equilíbrio será posto à prova. Stroud não foi para a final do College Football, mesmo fazendo uma partida magistral contra Georgia. Naquele jogo, Stetson Bennett foi mágico para virar a partida, mas Bennett não era cotado como protagonista deste jogo. Joe Flacco não é um grande destaque em números, mas também pode ter um momento como o de Bennett. O veterano já teve seus momentos decisivos na carreira, e Flacco terá Amari Cooper em campo. Cooper vive a melhor temporada da carreira, sendo um dos fatores, que ajuda à orquestrar, o ataque criativo que os Browns possui. Mas Stroud tem muita personalidade, e também é o grande responsável pela máquina aérea que se tornou os Texans.


A defesa dos Browns conta com a melhor secundária da liga, atualmente. Sua secundária é quem tomará conta dos recebedores dos Texans, em grande parte do jogo. Porém ambos os times, contam com um Front Seven de peso, que é muito físico e pressiona bastante as Linhas Ofensivas. Com o enredo montado, eu digo que o Cleveland Browns, vence o jogo por uma diferença de 3 pontos e avança para o Divisional Round. O placar final, será 27-24 para Cleveland.


Destaques para a partida:


Texans

  • C. J. Stroud tem 4108 jardas passadas, 23 Touchdowns passados, 3 TD's corridos, 63.9% de aproveitamento nos passes e com um Passer Rating de 100.8. Stroud faz uma temporada incrível, e é o grande líder desse ataque.

  • Nico Collins tem 1297 jardas aéreas, 80 recepções, 8 Touchdowns recebidos e apenas 2 drops. Collins não teve 1000 jardas, em 2 anos de carreira, mas neste ano o recebedor teve números excepcionais. No começo da temporada, Collins era o terceiro Wide Receiver dos Texans, mas com uma lesão de Robert Woods, foi ganhando espaço, e durante a temporada, Collins e Tank Dell fizeram um ótimo duo de recebedores, porém Dell machucou e então, Nico Collins assumiu o ataque de vez e cumpre com maestria, o seu papel.

  • Devin Singletary não faz uma temporada encantadora em números. Ele tem 898 jardas terrestres, 4 Touchdowns corridos e 1 Fumble sofrido. Num ataque que se resume muito mais em passes, Singletary é mais acionado em situações na Redzone (área dentro das 20 jardas do campo de ataque) ou quando o time está controlando o relógio, mas pode ser importante para os rumos do jogo.

  • Will Anderson é um novato que chegou para acrescentar ao Pass Rush do time. Ele tem 45 tackles totais, 7 sacks e um Pressure Rate (estatística que mede o número total de vezes que pass rusher pressiona o QB, dividido pelo número total de snaps em pass rush) de 54.5%, portanto é um jogador que incomoda bastante quem es´ta contra ele.

  • Jonathan Greenard tem 52 tackles totais, 12.5 sacks, 1 fumble forçado, 2 passes defendidos e 44 pressões ao QB. Greenard joga no ''lado cego'' do Quarterback, então isso ajuda um pouco no fato dele conseguir mais sacks, pois o QB pode simplesmente não ver o Defensive End chegando, enquanto faz a leitura da jogada. Se Greenard conseguir ganhar os duelos contra a OL dos Browns, Flacco pode enfrentar problemas, pois não é o tipo de QB que foge da pressão com facilidade.


Browns

  • Amari Cooper tem 1250 jardas recebidas, 5 Touchdowns recebidos e uma média de 83.3 jardas recebidas por jogo. Cooper está em uma temporada fantástica, sendo o principal nome do ataque de Cleveland. De acordo com o site StatMuse, Cooper está com uma média de 150.3 jardas recebidas, nos últimos 3 jogos, o que mostra o nível que o jogador vem entregando.

  • David Njoku tem 882 jardas recebidas, 6 TD's recebidos e uma média de 10.89 jardas por recepção. Njoku é um Tight End conhecido por sua força, que também foi muito usada esse ano, para conseguir jardas após o contato. Njoku é alvo constante na Endzone para os Browns, portanto vai ser interessante ver a sua briga contra os Linebackers de Houston.

  • Myles Garrett tem 42 tackles totais, 14 sacks, 4 fumbles forçados e 1 fumble recuperado. O Defensive End de Cleveland, foi selecionado para o All-Pro (que elege os melhores de cada posição, na temporada) nesse ano e é uma estrela na liga já tem um tempo. Garrett é um dos jogadores mais difíceis de se parar na liga, pois ele combina força física com explosão e técnica.

  • Martin Emerson é o segundo Cornerback do time e é mais acionado nos jogos, do que Denzel Ward, mas o fato de ser CB2, não tira o destaque dele. Emerson tem 4 interceptações, 14 passes defendidos, 0 TDs cedidos e 43.8% em Catch Rate Allowed (estatística que mede a porcentagem de recepção, baseado apenas em passes possíveis de se receber). Os números mostram uma temporada confiável do jogador de 23 anos.

  • Denzel Ward tem 11 passes defendidos, 2 interceptações, 1 fumble forçado, 1 TD cedido e 50% em Catch Rate Allowed. Ward, juntamente com Emerson, são 2 nomes que justificam a solidez que a secundária de Cleveland tem. Ward amanhã deve ficar marcando Nico Collins na maioria das jogadas, então ele será importantíssimo, para o futuro dos Browns na temporada.


Lesionados para o jogo (até o momento de publicação do texto):


Texans

  • Will Anderson (lesão no tornozelo- Questionável)

  • Andrew Beck (lesão na panturrilha- Questionável)

  • Noah Brown (lesão nas costas- Questionável)

  • Maliek Collins (lesão no quadril- Questionável)

  • Jonathan Greenard (lesão no tornozelo- Questionável)

  • Robert Woods (lesão no quadril- Questionável)

  • Sheldon Rankins (lesão no ombro- Questionável)

  • Jared Wayne (razão desconhecida- Fora)

  • Jerry Hughes (lesão no tornozelo- Fora)


Browns

  • Denzel Ward (lesão no joelho- Questionável)

  • Juan Thornhill (lesão na panturrilha- Questionável)

  • Pierre Strong Jr. (lesão nas costas- Questionável)

  • Isaiah Thomas (lesão no joelho- Questionável)

  • Mike Ford (lesão na panturrilha- Questionável)

  • Dustin Hopkins (lesão no tendão da coxa- Fora)

  • Ty Nsekhe (lesão no bíceps- Fora)

  • Cedric Tillman (concussão- Fora)



Transmissão:


A transmissão no canal do DE inicia a partir das 18h, com um esquenta trazendo as primeiras informações e o jogo às 18h30. Deixe seu like, comente e interaja com a nossa equipe, e claro, compartilhe e se inscreva pra ficar sempre ligado no melhor da NFL.



Narração: Antônio Vinícius

Comentários: João Bosco Neto e Lucas Assis




52 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page