google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Gustavo Gómez é decisivo e Palmeiras vence pela primeira vez na Libertadores 2023

Foto: Cesar Greco/Palmeiras


Palmeiras e Cerro Porteño se enfrentaram nessa quinta-feira (20), no Morumbi, em São Paulo, pela 2ª rodada da Libertadores. O time paraguaio saiu na frente, mas o Verdão virou no segundo tempo e venceu por 2x1.


Logo no seu primeiro ataque, aos cinco minutos, o Cerro abriu o placar. Diego Churín finalizou, Weverton defendeu, porém, a bola sobrou, sem goleiro, para Damián Bobadilla finalizar e marcar.


O Palmeiras, então, começou a pressionar pelo empate, enquanto isso, o Cerro Porteño ainda incomodava em contra-ataques.


As substituições de Abel Ferreira fizeram bem para o time, mas foi Gustavo Gómez, o jogador que mais atuou pelo Verdão no ano, que apareceu na área para empatar o jogo.

Foto: Cesar Greco/Palmeiras


O jogo cresceu ainda mais em intensidade, os dois times conseguiram finalizar ainda mais com perigo, e, mais uma vez, o paraguaio do Palmeiras apareceu, mas, dessa vez, para dar a assistência, e quem fez o gol da virada palestrina foi Rafael Navarro.


DESTAQUES INDIVIDUAIS:


Weverton: Não conseguiu tirar a bola completamente no lance do gol do Bobadilla.


Gustavo Gómez: Principal nome da virada, fazendo gol e dando assistência.


Vanderlan: Uma das poucas coisas que funcionaram bem no ataque verde até o gol do Gómez destravar mais o time.


Zé Rafael: Muito bom jogo.


Artur: Não se escondeu, mas errou bastante.


Endrick: Entrou muito bem no jogo.


Rafael Navarro: Entrou e fez o gol da vitória.

Foto: Cesar Greco/Palmeiras/


Piris da Motta: Jogou muito bem, cortando sete bolas e tendo mais de 80% dos duelos vencidos(100% pelo alto).


Damián Bobadilla: Marcou o gol no comecinho.


Diego Churín: Finalizou no lance do gol do Bobadilla. Foi o jogador mais produtivo do ataque do Cerro Porteño.


TATIQUÊS:


Palmeiras: Jogou no 4-2-3-1, saindo de trás com bolas longas e sendo vertical no ataque, principalmente quando o jogo ficou bem frenético no segundo tempo.


Cerro Porteño: Jogou no 4-4-2, marcando por zona e apostando nos contra-ataques bem verticais.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page