google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Grêmio e Estudiantes empatam no Couto Pereira e equipe tricolor termina em segundo lugar do grupo C; Fluminense é o adversário definido para as oitavas

Com a vitória encaminhada até os 37 minutos do segundo tempo, Grêmio sofreu o empate em uma bola parada e retornou à segunda posição do grupo C


Neste sábado (08), Grêmio e Estudiantes se encontraram para disputa da 6ª rodada da Copa Libertadores. O confronto iniciou às 19h (de Brasília), no estádio Couto Pereira, local escolhido como sede dos jogos da equipe tricolor em razão das enchentes que o Rio Grande do Sul tem enfrentado, que impossibilitaram o uso da Arena do Grêmio.


A equipe gaúcha entrou em campo com o caminho trilhado para as oitavas de final, mas com a dúvida de quem seria seu próximo adversário. “A tranquilidade de quem já está com uma vaga nas oitavas” representou a partida na visão da equipe gaúcha. 


Do outro lado, o time argentino entrou na decisão já fora da competição. Encerrando a fase de grupos na última posição de sua chave, o time argentino não apenas está fora dos playoffs da Sul-Americana, como também se despede das competições continentais nesta temporada.


PRIMEIRA ETAPA


Apesar dos destinos traçados, o primeiro tempo ficou marcado por decisões polêmicas da arbitragem e pelo futebol apático apresentado pelo time sulista. Aos sete minutos, em um ataque da equipe argentina, o meio-campista Manyoma driblou o zagueiro Rodrigo Ely e, na tentativa de continuar a jogada, foi derrubado pelo defensor dentro da pequena área. Sem pensar duas vezes, a equipe do Estudiantes foi para cima do árbitro para exigir a marcação do pênalti. Na visão do juiz, lance normal. 


Os 45 minutos iniciais do jogo podem ser resumidos pela superioridade da equipe que já estava fora da competição. O Estudiantes buscou trabalhar na falta de criatividade do adversário que tinha como meta alcançar os três pontos para terminar na primeira posição do grupo C.


SEGUNDA ETAPA


Ao momento vivido na região Sul do país, os escapes da realidade são encontrados no futebol. De volta ao campo após o primeiro tempo abaixo do esperado, o camisa 10 tricolor deixou o dele. Nos dois minutos da segunda etapa, Cristaldo, ao pressionar a defesa adversária, conseguiu roubar a bola e encontrou Diego Costa. Na qualidade do pivô do camisa 19, a bola encontrou novamente os pés de Cristaldo que, na infiltração pelo meio de três defensores, teve controle da bola e a força necessária para tirar do goleiro e abrir o placar. Este é o 20° gol do meio-campista com a camisa tricolor e o nono na temporada. Grêmio 1 x 0 Estudiantes.


Sob mais de 30 mil tricolores, o Grêmio mostrou uma melhora significativa, evolução fundamental para dar uma respirada após o primeiro tempo frio. Porém, nas bolas paradas é que tudo se iguala.


Aos 37 minutos, num escanteio marcado a favor do Estudiantes, o placar foi alterado. No cabeceio de Mauro Mendéz, foi possível observar uma hesitação do goleiro Marchesin ao sair do gol. Tentou interceptar a jogada, mas ficou no meio do caminho quando percebeu que não alcançaria a bola. Grêmio 1 x 1 Estudiantes. 


O empate dos argentinos destacou a dificuldade que o Grêmio enfrentou nas bolas paradas, algo que não refletia o desenrolar do jogo, apesar do Estudiantes demonstrar mais presença ofensiva após a saída de Cristaldo, um dos principais nomes da partida no segundo tempo.


O gol foi fruto de uma falha na marcação com Rodrigo Ely subindo pouco e Gustavo Nunes, de apenas 18 anos, que pecou na tentativa do cabeceio. Este resultado representa um empecilho para o Grêmio na Libertadores e altera seu curso na competição. Com o empate, o Grêmio retornou à segunda colocação do Grupo C, empatado com o Fluminense e com a vaga garantida nas oitavas de final.


Final de jogo: Grêmio 1 x 1 Estudiantes.


Agora, o clube Copeiro enfrentará o atual campeão da Libertadores.




Comments


bottom of page