google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Entenda as mudanças aerodinâmicas que colocaram McLaren no topo de Silverstone

A McLaren implementou um grande pacote de alterações na forma de seu carro ao longo das últimas corridas, visando melhor desempenho aerodinâmico. O resultado foi positivo, Lando Norris conquistou o segundo lugar e Oscar Piastri terminou em quarto. Lembrando que ambos também tiveram excelente desempenho no qualifying de Silverstone, largando em P2 (Norris) e P3 (Piastri). Ou seja, não foi sorte. A equipe soube corrigir os erros no carro e aparentemente virão bem mais fortes para o segundo turno do campeonato. Entenda quais foram os upgrades:

McLaren Silverstone F1
Imagem: Reprodução/RacingNews365

Redefinição de sidepods e resfriamento

Os sidepods da McLaren foram praticamente inteiros redesenhados. A equipe estava enfrentando dificuldades com a aerodinâmica lateral de seus carros, gerando muita resistência, e não conseguia aproveitar o efeito solo como outras equipes vinham fazendo. O difusor (parte traseira dos sidepods) e o endplate (parte horizontal) foram alargados e a seção vertical, que fica entre o endplate e o assoalho, foi estreitada. Essas remodelagens melhoraram a passagem de ar, gerando um efeito solo maior e reduzindo a resistência.

O radiador (resfria o fluido de refrigeração do motor), intercooler (resfria o ar que entra no motor) e os dutos de ar (levam o ar ao motor) foram todos compactados para diminuir a resistência (força que se opõe ao movimento do carro).

Nova asa dianteira

A asa dianteira da McLaren recebeu melhorias para aumentar o downforce (efeito solo) e diminuir a turbulência que o carro vinha sofrendo. As aletas (partes que apontam para cima nas extremidades da asa) estão ligeiramente mais estreitas para diminuir a resistência do ar contra o carro e os endplates (parte horizontal que se conecta à aletas) foram alongados. Essas alterações ajudaram a reduzir a turbulência, permitindo que o ar flua de forma mais suave ao passar pela asa, isso aumenta a velocidade máxima do carro.


Asa dianteira de Lando Norris na Áustria (cima) e Silverstone (baixo)

McLaren Lando Norris Silverstone
Imagem: Reprodução/F1.com

Assoalho, difusores e aberturas de escape

O assoalho dos carros da McLaren foi redefinido de forma mais estreita e com uma complexidade maior, visando o aumento de downforce. Os difusores, componentes encontrados entre o assoalho e o escapamento, possuem a função de gerar mais pressão para potencializar o efeito solo e a aderência. Eles receberam um novo design, mais largo, que cumprirá com melhor eficiência sua função. Por fim, as aberturas de escape, por onde o ar quente de dentro do carro é liberado, foram estreitadas para menor resistência.

Resultados das mudanças

A McLaren conseguiu os resultados que queria. Como dito anteriormente, os jovens pilotos tiveram um excelente desempenho no GP de Silverstone e tudo indica que a equipe elevou seu nível de competitividade. Todas essas alterações mencionadas visam aumentar a velocidade dos carros, através de redução de resistência, out-washing (direcionamento de fluxo de ar) e efeito solo. São upgrades que as equipes vêm buscando ao longo do campeonato para melhorar seus resultados. Aston Martin, Mercedes, Apine e Ferrari, são equipes que trouxeram atualizações semelhantes ao longo da temporada. A McLaren soube identificar seus erros e aparentemente está muito mais forte para as próximas corridas.


Fontes: Fórmula 1, McLaren, FIA, BBC, The Guardian, Autosport, Motorsport, Race Fans, The Race. Motorsport Week


7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page