google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Em jogo morno, Portuguesa e Corinthians não saem do 0 a 0 após duelo pouco criativo no Paulistão



Foto: Ronaldo Barreto/Ag. Paulistão

HUGO ROCHA

de Ribeirão Preto



Em Brasília, Portuguesa e Corinthians se reencontraram pela oitava rodada do Campeonato Paulista oito anos depois do último confronto pelo estadual em 2015, no qual o Timão venceu a Lusa por 2 a 0 com dois gols de Malcom, na Neo Quimica Arena. O estádio Mané Garrincha na capital federal foi o palco de uma partida marcada pelo momento crítico enfrentado pelas duas equipes, vindas de derrota na rodada anterior. A Lusa sofreu 4 derrotas seguidas, enquanto o Timão após uma sequência de 3 vitórias, teve a invencibilidade quebrada diante do São Bernardo no ABC paulista, onde perdeu por 2 a 0. Em um duelo relatado pelo DE, registraram-se pouquíssimas criações de lá e de cá, e o jogo não evoluiu o suficiente para sair do 0 a 0 para um público de 26 mil pessoas que não aguardavam por uma partida xoxa e sem gols.


Apesar do domínio corinthiano na etapa inicial, há de se destacar o pouco que ambas equipes produziram ao longo do primeiro tempo e fizeram um jogo morno até o final. Mesmo com os retornos de Yuri Alberto e Renato Augusto ao time titular, o Corinthians não ameaçou o time da casa da maneira esperada por seu torcedor presente em maior número em Brasília, além de sofrer com uma inesperada ausência de Cássio na equipe devido a uma virose e sua substituição por Carlos Miguel no gol alvinegro. A Portuguesa apesar de manter-se num 4-3-3 se retraiu bastante, e o time de Gilson Kleina não criou perigos suficientes para ameaçar de forma real o adversário, agindo de forma eficiente na defesa ao ser atacada durante a partida, marcada por muitas paralisações, faltas e arremessos laterais, o goleiro Thomazella acabou trabalhando bem nos acréscimos do primeiro período, segurando o confronto em 0 a 0.


O segundo tempo iniciou com a Lusa produzindo ataques sem condições claras de finalização contra o rival, enquanto o Corinthians não conseguia subir em direção ao ataque como fez em alguns momentos na etapa anterior. O zagueiro Bruno Leonardo acaba se lesionando aos 11 minutos após uma dividida com Renato Augusto, e após os 16, em dupla alteração feita por Gilson Kleina, o jogador é retirado de maca do campo e substituído por Patrick, enquanto João Victor dá lugar a Richard no ataque rubro-verde. Aos 20 minutos, com Fernando Lázaro prestes a fazer substituições na equipe, o Corinthians tem sua primeira chance clara na etapa final após um chute de Róger Guedes que acaba indo na rede pelo lado de fora. O camisa 9 é substituído por Giuliano, enquanto o paraguaio Romero entra no lugar de Du Queiroz, visando o crescimento das oportunidades alvinegras ao longo do jogo. E a Lusa põe Lucas Nathan no lugar de Madison pelo meio de campo.


Próximo dos 35 minutos, na intenção de mudar o curso do jogo, Paulinho é a nova aposta do comandante corinthiano na etapa final, entrando no lugar de Adson, enquanto a Portuguesa coloca em campo Naldo e Lucas Venuto substituindo Marzagão e Gustavo Ramos. Aos 42, após cruzamento de Lucas Venuto, Patrick quase conclui com sucesso e faz Carlos Miguel se desdobrar para manter o 0 a 0 no placar. Dois minutos depois, após uma entrada de Naldo sobre Renato Augusto no meio de campo, ambos se desentendem e levam cartão amarelo do juiz Douglas Marques das Flores, e o empate se arrasta até os acréscimos, em que o meio campo alvinegro recebe a entrada de Matheus Araújo no lugar do camisa 8 recém-advertido pelo árbitro. Aos 51, Tauã leva um amarelo ao puxar Romero, que disparava em direção ao ataque na tentativa de tirar o primeiro zero do placar, e Patrick também acaba advertido por atrasar o reinício da partida após o lance. A partida termina com uma cobrança de escanteio de Giuliano desviada por Fábio Santos e num quase gol de Gil.


Apesar das tentativas rubro-verde e alvinegra em mudar o rumo do jogo, o empate prevaleceu, e a Portuguesa segue como um dos lanternas no Paulista, agora com 5 pontos e 5 jogos sem vitória no grupo D. A Lusa tem pela frente um confronto direto contra o descenso para a A2 diante da Ferroviária, agora em São Paulo no estádio do Canindé na próxima quarta-feira (15), às 20h30. Enquanto o Corinthians agora soma 14 pontos no grupo C e entra pressionado a vencer o derby contra um embalado Palmeiras na Neo Quimica Arena, na próxima quinta-feira (16), às 21h30, fechando a 9ª rodada do campeonato, com transmissão ao vivo do Dimensão Esportiva.

38 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page