google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Em jogo com poucas oportunidades, Fluminense e Cerro Porteño ficam apenas no empate pela Libertadores.

Apesar do empate, o Tricolor das Laranjeiras mantém a liderança do grupo.


Foto: Divulgação X/ Libertadores


Em jogo com poucas chances de gol, Cerro Porteño e Fluminense empataram em 0 a 0 nesta quinta-feira (25), no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, Paraguai. Apesar do empate, o Tricolor das Laranjeiras manteve a liderança do grupo A na Libertadores, com 5 pontos.



PRIMEIRO TEMPO:

Como de costume, a equipe treinada por Fernando Diniz dominou a posse de bola no primeiro tempo (71%), mas não conseguiu criar grandes chances e oferecer perigo ao Cerro Porteño. A melhor chance do tricolor foi com Germán Cano, que aos 32 minutos deu um chute de fora da área, defendido pelo goleiro Jean, ex-São Paulo.


A equipe paraguaia se defendeu em grande parte do tempo, porém de forma eficiente. Só foi levar perigo aos 48 minutos, em um chute de longe do ex-Flamengo Piris da Motta, defendido por Fábio


Aos 27 minutos, Manolo Jiménez substituiu o volante Morel, que deixou o campo com dores na perna esquerda, para a entrada de Wilder Vieira.

Pelo lado do Flu, Diniz foi forçado a substituir o volante André aos 46 minutos, que saiu chorando com muitas dores no joelho direito. Em seu lugar, o técnico do tricolor colocou o meio-campista Lima.


SEGUNDO TEMPO:

Assim como no primeiro tempo, o Fluminense começou dominando o jogo, trocando muitos passes, porém sem eficiência. 


Aos 60 minutos de jogo, ambos técnicos decidiram fazer substituições a fim de melhorar seus times. Atacantes por atacantes, Juan Iturbe e Diego Churín deixaram a equipe paraguaia para a entrada de Gabriel Aguayo e do brasileiro Edu. Já no lado do Fluminense, Ganso, Marquinhos e Felipe Melo deram lugar a Renato Augusto, Douglas Costa e Antônio Carlos.


Após as trocas, o Fluminense melhorou e cresceu no jogo. Aos 72 minutos, Marcelo cobrou o escanteio, Cano tocou de costas para John Arias que dominou e fez o gol. Porém o árbitro anulou por um toque de mão de Arias.


Percebendo a ascensão do Fluminense no jogo, Manolo Jiménez decidiu substituir o volante Peralta por Carrascal, e o atacante Cecilio Domínguez pelo meio-campista Carrizo. Logo após as trocas, aos 76 minutos, Piris da Motta cabeceou sozinho no meio da área, obrigando Fábio a fazer mais uma bela defesa que evitou o gol adversário.


Faltando 10 minutos para o fim do jogo, Marcelo deu lugar a Diogo Barbosa, porém não foi o suficiente para melhorar o time do Fluminense, que apesar de ter finalizado o jogo com 72% de posse de bola, deu apenas 1 chute ao gol. 



DESTAQUE:

Em um jogo com pouquíssimas chances para ambas equipes, o goleiro Fábio recebeu o prêmio de melhor jogador da partida, justamente pelas suas duas defesas que evitaram gols adversários. 



PRÓXIMOS CONFRONTOS:

O próximo desafio do Cerro Porteño será no domingo (28), contra o General Caballero JLM, pela 15ª rodada do Campeonato Paraguaio. Também dia 28, o Fluminense jogará contra o Corinthians, em confronto válido pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro.






24 visualizações0 comentário

Komentar


bottom of page