google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Do sonho ao pesadelo: Brasil vence Chile em tie-break conturbado.


Bruno se esforça para pontuar em partida complicada com o Chile pelos jogos olímpicos. Foto: Angela Weiss/AFP.

A dupla masculina favorita ao ouro da modalidade Evandro e Bruno Schmidt entrou nas quentes areias do Shiokaze Park na noite de sábado (24) e venceu os primos chilenos Marco Grimalt e Esteban Grimalt com o placar apertado de 2 a 1 (21/15, 16/21 e 15/12).


O primeiro set parecia um sonho para o fã do vôlei de praia mundial, era a junção de Evandro, o melhor saque do mundial, com Bruno duas vezes melhor levantador do mundo. Essa combinação perfeita resultou em uma brilhante atuação individual para Evandro, foram 5 pontos de ataque e impressionantes 4 aces apenas na primeira etapa. Incontroláveis, a dupla brasileira venceu o set inicial por 21 a 15.


Mas aquela lua de mel tornou-se um filme de terror no segundo set, não só pela melhora do Chile com Marco, que não tinha feito nenhum ponto no set anterior, agora anotando até um bloqueio para a ficha. Contudo, o maior adversário do Brasil...foi o próprio.


Dos 21 pontos chilenos desse set, 13 foram erros brasileiros (61% da pontuação adversária entregues), muitos deles vindo da até então estrela da partida, Evandro, que após passes, levantamentos, saques e ataques errados, deixou o torcedor apreensivo ao abaixar a cabeça no final do segundo set (21 a 16 para o Chile).


No tie break, com a duração mais curta, os chilenos e brasileiros apostaram no tiroteio para pontuar, então a superioridade técnica falou mais alta, com direito a bloqueio e ace num saque de 90km/h, o Brasil finaliza o dia com mais uma vitória no vôlei por 15 a 12.


Resta agora aguardar a estreia da quarta e última dupla brasileira nas areias: Ana Patrícia e Rebecca enfrentam o Quênia às 23:00h do domingo (25) horário de Brasília.

9 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page