google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Feyenoord vence Derby contra o Ajax: Veja como foi o jogo e curiosidades sobre o clássico:

O “De Klassieker” foi a enorme atração do Campeonato Holandês neste domingo, 18. O maior clássico nacional foi jogado pela 26ª rodada da Eredivisie e Feyenoord mantém a liderança, vencendo por 3 a 2.


Entrada dos clubes ao gramado para a partida do 1º turno

Neste domingo, 18, Ajax e Feyenoord foi a principal atração do futebol holandês em partida válida pela 26ª rodada da Eredivisie. Com gols de Santiago Gimenez, Sebastian Szymanski e Lutsharel Geertruida, o time de Roterdã venceu o Ajax por 3 a 2, mantendo a liderança do campeonato. O confronto, chamado de “De Klassieker” é considerado o principal derby do país. Pelo primeiro turno, partida terminou empatada em 1 a 1, no Stadium Feyenoord “De Kuip”.


Líder desde a rodada 15, o Feyenoord tem atualmente 61 pontos e está em busca do seu 16º título da liga holandesa, o último foi na temporada 2016/2017. Apenas 5 pontos de distância está o Ajax, clube que busca o seu 37º título, o quarto consecutivo. Mas ainda há duas equipes no páreo, AZ Alkmaar (53) e PSV (52).


Os dois clubes possuem campanhas bem semelhantes. Enquanto o Feyenoord tem 18 vitórias, 7 empates e apenas 1 derrota, o Ajax tem 16 vitórias, 3 derrotas e os mesmos 7 empates. Caso não fosse derrotado, o Ajax empataria com o rival com os 58 pontos, sendo vantajoso ao Ajax, devido ao saldo de gols.


Porém, Ajax x Feyenoord é muito mais que o confronto entre dois grandes clubes nacionais, é o confronto entre as duas maiores cidades do país: Portanto, o confronto Ajax e Feyenoord, é principalmente, um confronto entre Amsterdã e Roterdã.


A GRANDE RIVALIDADE

A rivalidade entre as duas cidades parte da história de ambas, Amsterdã é a maior cidade do país e a mais populosa, é o principal centro financeiro holandês e riquíssima em arte, cultura e lazer (noturno), sendo uma das principais no mundo.


Roterdã por sua vez contempla um dos principais portos do continente e possui grandes empresas e indústrias, é a grande cidade da classe trabalhadora e o clube é conhecido como: “De Club Van Het Volk” (O time do povo). Além do mais, a população carrega o lema de “Enquanto Amsterdã sonha, Roterdã trabalha”.


A torcida do Feyenoord diz ainda que os torcedores do clube de Amsterdã são bem arrogantes e se consideram os melhores em tudo. Já os torcedores do Ajax, chamam seus rivais de Kakkerlakken (baratas) e apenas de F, de forma desrespeitosa.


Com tudo, em partidas do Klassieker, a segurança precisa sempre ser redobrada devido aos constantes conflitos violentos entre as torcidas. O Feyenoord, por exemplo, possui uma das torcidas mais violentas da Europa.


AS CONQUISTAS

Ajax e Feyenoord são dois clubes que possuem múltiplos títulos nacionais e internacionais, mas a vantagem em todos é do Ajax. São 36 Ligas Holandesas, 20 Copas e 9 Supercopas, além de 4 Liga dos Campeões, 1 Copa Uefa (atual Liga Europa), 3 Supertaça UEFA e 2 mundiais.


Já o Feyenoord possui 15 Ligas Holandesas, 13 Copas e 4 Supercopas, além também de 1 Liga dos Campeões, Copa Uefa e mundial. É inclusive, a última equipe nacional a vencer uma competição continental (2002).


HISTÓRICO NOS CONFRONTOS

Na história, foram jogadas 191 partidas entre estes dois clubes e a vantagem nos números é para o Ajax, que venceu 89 confrontos, houve 45 empates e o Feyenoord venceu em 57. A atual temporada terminará com 193 partidas ao todo, já que no dia 05 de abril, os clubes voltarão a se enfrentar pela semifinal da Copa da Holanda (KNVB Beker).


GUERRAS

A segunda guerra mundial foi um dos fatores determinantes na escalada de rivalidade entre essas duas cidades, visto que a cidade de Amsterdã foi bastante perseguida e o clube Ajax, localizado próximo ao bairro judeu, foi importante para salvar e proteger os judeus, que foram um dos povos mais perseguidos. Essa ligação com os judeus fazem a torcida do Ajax, que são chamados de “Joden”, serem mais próximos a Israel e apoiar o país em suas causas, inclusive as guerras.


Já Roterdã, foi tomado pela SS nazista e duramente bombardeada durante o período da guerra e assim precisou se reerguer. O estádio do Feyenoord serviu para concentrar dissidentes e presos políticos antes de serem enviados aos campos de concentração. Desta forma, o clube atuou no estádio do Sparta Roterdã.


A torcida do Feyenoord possui um dos cânticos mais maldosos do futebol, ao imitarem as câmaras de gás que mataram os judeus no Holocausto. Outro cântico é em apoio e homenagem ao Hamas, grupo palestino que luta contra Israel.


VIRA CASACA?

Negociações entre clubes rivais não é comum no futebol, mas Henk Groot quebrou esse paradigma duas vezes. O jogador saiu do Ajax rumo ao Feyenoord em 1963 e retornou a Amsterdã em 1965.


Na temporada anterior, o Ajax desembolsou pouco mais de 5 milhões de euros para contratar o meia-atacante holandês, Steve Berghuis, que estava no rival. Nesta temporada, foi a vez atacante brasileiro Danilo transferir-se de um rival a outro, indo do Ajax ao Feyenoord, à custo zero.


Porém, o caso mais icônico de transferências entre estes dois rivais é o de Johan Cruyff. O ídolo máximo do Ajax (dá nome ao estádio do clube) estava muito insatisfeito com a diretoria do clube, que não quis renovar seu contrato (motivo de idade e peso) e resolveu então assinar com o rival Feyenoord, onde atuou por apenas uma temporada, o suficiente para erguer os dois troféus nacionais.

13 visualizações0 comentário

Yorumlar


bottom of page