google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Com uma virada no final, o São Paulo derrota o Fluminense em um jogo eletrizante

Nesta segunda-feira (13), São Paulo e Fluminense protagonizaram um jogo com bastante cartões amarelos, discussões entre jogadores e comissão técnica e várias chegadas perigosas na área do adversário


Divulgação: Paulo Pinto/saopaulofc.net


O tricolor paulista veio embalado após a sua última vitória contra o Cobresal fora de casa, mas o Fluminense veio decidido que queria distanciar-se da zona de rebaixamento.


PRIMEIRO TEMPO


O São Paulo começou muito bem, com a sua torcida empurrando, marcou forte a saída de bola do Fluminense logo nos minutos iniciais, não deixou o tricolor carioca desenvolver o estilo de jogo que gosta, que é a posse de bola no campo do adversário.


Logo aos onze minutos, sai o primeiro cartão amarelo para Rodrigo Nestor que acaba dando uma entrada um pouco mais forte em Marquinhos, ex-atleta do São Paulo, e recebe o aviso verbal de Daronco juntamente do cartão amarelo.


Aos dezenove minutos ocorre a chance mais perigosa do jogo, Diogo Barbosa recua para Fábio que vai muito mal com os pés e entrega a bola para Nestor que chuta no contrapé do goleiro mas consegue se recuperar e fazer uma grande defesa salvando o time xerém.


Aos trinta minutos de jogo, a partida se equilibra novamente após forte domínio do tricolor paulista durante dez minutos de jogo. A posse de bola se equilibra em 60% para o time mandante e 40% para o visitante, mas nas finalizações fica evidente o domínio soberano, seis chutes no gol do Fluminense contra dois chutes no gol do Rafael.


Mesmo com amplo domínio do São Paulo, o Fluminense consegue sair na frente do placar aos vinte e oito minutos! Kauã Elias toca a bola de lado para Keno que recebe dentro da área e tenta chutar rasteiro por baixo de Rafael, que defende mas volta no joelho de Igor Vinícius que tem o azar de empurrar a bola pra dentro do próprio gol, deixando assim o time visitante na frente do placar.


Quatro minutos após tomar o gol, o São Paulo consegue o empate do placar novamente. Fábio falha ao sair jogando com os pés e não consegue dominar a bola, Juan corre em direção à bola para recuperar e passa para dentro da área, Bobadilla bem posicionado recebe e já ajeita para o bate sem goleiro no gol, deixando assim o jogo empatado em 1x1.


Logo no fim da primeira etapa, Luciano e Fernando Diniz discutem porque o jogador do MorumBIS queria cobrar o lateral rápido, mas Manoel, zagueiro do Fluminense, fica caído no chão pedindo atendimento. Luciano relata que Diniz o ofendeu por não ter realizado o Fair-Play. Com essa discussão, Luciano recebe o cartão amarelo e Diniz é expulso do jogo faltando menos de um minuto para fim da primeira etapa.


SEGUNDO TEMPO


No intervalo, Diniz tenta mexer o que for possível para conquistar a vitória na sua antiga casa, e coloca dois jogadores descansados para jogo. O time mandante retorna com o mesmo time que terminou a primeira etapa.


Aos quarenta e oito minutos, Juan e Nestor criam uma ótima jogada dentro da área do Fluminense, mas o atacante tricolor não consegue finalizar e apenas consegue o escanteio para o time.


Foram quase quinze minutos de equilíbrio até a primeira alteração de Zubeldía. O técnico coloca o atacante Erick e os meio-campistas Rodriguinho e Galoppo para jogo, tentando assim um time mais ofensivo.


O jogo segue pegado, com menos finalizações e chances criadas do que o primeiro tempo, mas com muitas disputas e passes trocados na área do adversário, o tricolor paulista segue pressionando a saída de bola do time carioca.


Aos setenta e um minutos o São Paulo consegue o gol do desempate, Galoppo pressiona a saída de bola e disputa força com o zagueiro do Fluminense que entrega a bola dentro da área, o atacante do time da casa toca a bola para trás e Luciano chega finalizando, no entanto o Daronco é chamado no VAR e marca uma falta de Galoppo, assim anulando o gol do São Paulo.


Apenas aos oitenta e quatro minutos o tricolor paulista consegue o desempate. Erick cobra um escanteio a meia altura e forte, Alan Franco dá um toque sútil para dentro da área e Arboleda finaliza de esquerda para o fundo das redes do goleiro Fábio, deixando assim o São Paulo na frente do placar faltando apenas seis minutos para o fim do jogo.


A última chance perigosa do Fluminense aconteceu aos noventa minutos com a finalização de Marcelo fora da área. Um lindo chute de primeira, com a perna direita e de fora da área, a bola pega na trave e assusta o goleiro Rafael que fica parado apenas observando a bola.


Aos noventa e oito minutos, Daronco finaliza o jogo e o tricolor do MorumBIS segue com mais uma vitória sob comando do professor Zubeldía.


A próxima partida do São Paulo é na quinta-feira (16) às 21h no estádio do MorumBIS contra o Barcelona-EQU, válido pela Libertadores.


Já a do Fluzão é contra o Cerro Porteño na quinta-feira (16) às 19h no Maracanã.

16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page