google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Com reservas, Botafogo bate o Fluminense, mas termina fora das semifinais do Cariocão

Apesar da vitória no clássico, Fogão acaba ficando de fora das semifinais da Taça Guanabara, e vai disputar a Taça Rio contra equipes que ficaram de sexto ao oitavo lugar no estadual.



Fluminense e Botafogo fizeram duelo na tarde desse domingo (03) válido pela décima primeira e última rodada da primeira fase do Campeonato Carioca, a Taça Guanabara. O Tricolor, já classificado, buscava sua primeira vitória num clássico em 2024, e o Alvinegro, buscava vencer e conquistar uma vaga entre os quatro semifinalistas do estadual, porém, tinha pela frente o Vasco, que jogaria na sequência em São Januário e também mantinha chances de avançar para as finais do estadual.


A partida com transmissão do Dimensão Esportiva, foi realizada no estádio do Maracanã e foi vencida pelo Fogão por 4 a 2, que obteve um resultado importante, porém, não contava com o que viria a seguir no jogo do cruzmaltino. Confira agora um resumo do clássico.


Primeiro tempo:


Muito por conta das equipes alternativas em campo, o jogo começa truncado com o Botafogo mais na parte do ataque. Situação que não tardou trazer resultado. Marlon Freitas dominou de chaleira e bateu pro fundo do gol tricolor após cruzamento de Raí, logo aos dois minutos. Já aos oito, Lelê recebeu livre na cara de Gatito, mas mandou para fora o empate dos mandantes. A bola passou rente à trave esquerda.


Tal qual o Botafogo, Raí estava imparável. O meio-campista mandou uma paulada para o gol fluminense após Antônio Carlos tirar a bola de cabeça para o meio da área tricolor. Dois a zero Fogão aos 14 com um gol e uma assistência do camisa 75.


Nessa metade da primeira etapa, o Fluminense vê o rival assustar mais uma vez com Marlon Freitas, que acerta belo chute de fora da área e Felipe Alves faz linda defesa. Logo em seguida, o tricolor responde em alto nível: Lelê sai de novo cara a cara com Gatito, mas dessa vez não perdoa. O Flu diminui o placar aos 25.


E o raio caiu pela terceira vez no mesmo lugar. Lelê é lançado e aparece na cara do goleiro botafoguense mais uma vez. E assim como da primeira, ele desperdiça a oportunidade chutando para fora. Em seguida, a resposta do Fogão: Janderson faz jogada individual e bate raspando a trave de Felipe Alves aos 31. Cinco minutos depois, Alexander cruza, Terans desvia de cabeça mas ela fica tranquila para Gatito.


Os mandantes até tentaram (e conseguiram) entrar no jogo de vez mas nada que fosse claro o suficiente para gerar o empate. Fim de primeiro etapa com o Botafogo na frente.


Segundo tempo:


A tônica da etapa final começa com as equipes indo para cima, literalmente: um chute isolado para cada lado. Terans pelo Flu e Mateo Ponte, do Bota, pegam de primeira e mandam a bola por cima aos três minutos. Aos oito, o próprio Terans arrisca em cobrança de falta mas a bola passa rente a trave. Em resposta, Kauê chuta de fora e, por coincidência, ela também vai para fora perto do poste.


Com a entrada de André no intervalo, o Flu melhora e vai mais ao ataque. Em boa estocada aos 14, Arias cruza e ela passa muito perto da cabeça de Lelê. E por falar na entrada do volante, Emerson Urso só não para dentro do gol alvinegro por intervenção de André dentro da pequena área aos 20 minutos.


Chegada a metade da etapa final, os alvinegros pedem pênalti de Marcelo em Emerson Urso mas o árbitro nada marca. Foi só mais um tempero em um jogo que fica tenso e truncado, com muitas discussões e faltas marcadas.


Aos 35, o empate do Tricolor! Damián Suarez desloca John Kennedy na área e o juiz marca pênalti, para a revolta alvinegra. O próprio atacante vai para a cobrança, e de cavadinha, empata o jogo no Maracanã. Mas, cinco minutos depois...


Pênalti para o Botafogo! André vacila na entrada da área, perde a bola e é obrigado a fazer a falta em Kauê, que já estava na cara de Gatito. O volante é expulso e vê o rival passar à frente do placar de novo: Marlon Freitas desloca Felipe Alves e faz o segundo dele no jogo.


Com muito mais confusões do que chances de gol, a partida vai se encaminhando para o final quando Emerson Urso coloca números finais na partida após ganhar de Marcelo pelo alto e cabecear para o gol tricolor: 4 a 2 no Maracanã.


Destaques individuais:


Lelê: perdeu dois gols na cara de Gatito, mas diminuiu o placar para o Flu

Marlon Freitas: fez ótimo jogo, marcando duas vezes e contribuindo bem lá na frente

Raí: um gol e uma assistência no jogo. O melhor da partida

John Kennedy: sofreu o penal, bateu com cavadinha e tentou muito no ataque

André: até entrou bem no intervalo mas cometeu pênalti e foi expulso


Próximos confrontos:


O Fluminense volta à campo no final de semana (9 e 10) pela semifinal do Carioca, contra o Nova Iguaçu. Já o Botafogo, tendo esperado por um resultado do Vasco, o que não se confirmou contra a Portuguesa-RJ em São Januário, se despede do estadual, e agora, volta suas atenções para a Pré-Libertadores, onde encara o Bragantino nas próximas quartas feiras. Pelo Carioca, após ser eliminado da Taça Guanabara, o alvinegro vai disputar a Taça Rio, torneio de consolação entre as equipes que terminaram a primeira fase entre a quinta e oitava colocação, encarando o Sampaio Corrêa de Saquarema também no próximo final de semana pelas semifinais.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page