google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Caso Endrick, reeleição e saída de Patrick: Casares falou no Mesa Redonda

Atualizado: 27 de jan. de 2023

Em programa exibido neste último Domingo (8), o atual presidente Tricolor, Júlio Casares, concedeu entrevista aos microfones da Gazeta Esportiva e respondeu sobre questões que circulam sobre o clube do Morumbi aos são-paulinos. Confira alguns dos tópicos:


Caso Endrick


Um revolvante e recente episódio nos bastidores são-paulinos foi a rápida ascensão do jovem garoto Endrick, a mais nova sensação e promessa do futebol nacional e que foi dispensado da base Tricolor em 2016. Hoje, no rival Palmeiras, já começa a desenvolver seu futebol no profissional e brilha os olhos dos torcedores e do próprio técnico do alviverde. Sendo um dos mais jovens a já ganhar um título de Campeonato Brasileiro na história, com recém completados 16 anos.


Endrick com a taça de Campeão Brasileiro de 2022. Foto: Léo Sguaçabia

Aliás, os feitos do garoto não param só por aí. Endrick bateu valor recorde de venda e já se tornou a contratação brasileira mais cara da história do Real Madrid, ainda mesmo integrando o elenco do Verdão. O clube merengue venceu a concorrência de clubes da Premier League e do grande rival Barcelona desembolsando cerca de 70mi de Euros para contar com o futebol do atleta assim que ele completar 18 anos de idade.


Júlio Casares, em clima descontraído, contou seu ponto de vista sobre o ocorrido:


Esse dinheiro que foi anunciado (R$409mi) pagaria quase toda a dívida (do São Paulo) [...] Não quero culpar ninguém, mas gostaria de ver o protocólo de dispensa dele. Todo jogador dispensado passa por isso. Gostaria de ver o protocólo para entender os motivos.

O ex-jogador e ídolo são-paulino Müller estava presente na bancada e também compartilhou seu ponto de vista, alegando que se houvessem mais "boleiros" analisando os jogadores da base Tricolor certamente não deixariam o atleta escapar. Casares respondeu:


É verdade, as vezes falta uma visão (de ex-jogadores) [...] Não quero culpar ninguém. Só queria saber que tipo de avaliação foi feita. O jogador que é dirente, é diferente. Sabemos identificar.

O presidente finalizou o tema rechaçando que o clube hoje não tem condições de comprar atletas destaques de outros clubes nas categorias de base, tem de formar e captar todos que passam nos testes de Cotia. Alegou também que todo dinheiro que entra está comprometido com o pagamento de dívidas deixadas de gestões passadas e reforços para o plantel desejado de Rogério Ceni.


Saída de Patrick para o Atlético-MG


Outro tópico que foi abordado e comentado pelo presidente foi a recente saída do elenco são-paulino, Patrick. O jogador, destaque em 2022, acertou sua chegada ao Atlético Mineiro e voltará a trabalhar com Eduardo Coudet, técnico já conhecido dos tempos de Internacional. Pelo São Paulo, o "Pantera Negra" fez 55 jogos, 9 gols e 8 assistências. A temporada com mais partipações diretas em gol da carreira do atleta até então.


Patrick comemora gol com a camisa são-paulina. Foto: Rubens Chiri


Ao ser questionado sobre a saída do jogador, o presidente respondeu:


O Patrick foi um jogador que veio, performou bem [...] Ele teve um problema com o técnico, o Rogério minimizou, disse que poderia contar com ele. Mas eu senti e até mesmo o atleta nos informou que gostaria de deixar o clube. A gente sabe, o jogador tem que desejar estar no São Paulo. Eu respeito ele, a decisão, mas não tem condição. Jogador que titubear, não vai ficar.

Em contrapartida, Júlio Casares usou o exemplo de um atual jogador são-paulino para definir o perfil desejado da equipe na temporada, trata-se do recém contratado Wellington Rato, de 30 anos, confira.


Diferentemente do Wellington Rato, que estava pretendido por um clube de SAF... também pelo Fortaleza e desde o início falou que queria jogar no São Paulo. Aliás, Wellington Rato está indo muito bem. Acompanho todos os treinos. Tanto ele, quanto Pedrinho e Marcos Paulo muito bem!


Reeleição presidencial


O presidente Júlio Casares voltou a tocar no assunto de poder se candidatar novamente, após em seu próprio mandato abrir votação duas vezes no Clube Social e no Conselho Deliberativo para alterar a Constituição, que não permitia tal ação de reeleger-se.


O jornalista e âncora do programa, Flávio Prado questionou o presidente:


Você tentou dar um golpe no São Paulo? - Flávio Prado
(Risos) Veja bem, as vezes quem fala em tentativa de golpe não conhece a minha história [...] Foi tudo democraticamente. Teve votação. Que golpe é esse? Que o próprio sócio vota para ter reeleição... 92% dos clubes de clubes no Brasil tem a reeleição. Porquê o São Paulo não poderia ter?

Ao ser perguntado pelo jornalista Marcelo Baseggio, se ele pretenderia se reeleger Casares complementou:

Quero sim continuar este trabalho. Vamos entregar o São Paulo de pé (ao final do mandato). Um São Paulo com fundo de capitalização de futebol (podendo ser SAF ou não). Com as dívidas em baixa e com a Liga de Futebol que o São Paulo estará presente.

Júlio Casares falando para o programa Mesa Redonda. Foto: Gazeta Esportiva/YouTube

34 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page