google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Brasil sofre gol no fim e perde para o Peru pela quinta vez na história

Sem criatividade, Seleção faz partida abaixo da média; foi a terceira derrota de Tite no comando da equipe brasileira

Por Vinícius Barboza - São Paulo/SP 11/09/2019 - 02h44

Richarlison disputa bola em amistoso contra o Peru. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Faltou futebol. O Brasil pouco jogou na madrugada desta quarta-feira (11) e sofreu a quinta derrota para a seleção peruana em 46 jogos na história do confronto. O revés, pelo placar mínimo, foi construído com gol de Abram, de cabeça, aos 39' do 2º tempo. O amistoso internacional disputado em Los Angeles, nos Estados Unidos, marca a terceira derrota de Tite à frente da Seleção.


Além do mau resultado contra um selecionado de baixo nível técnico e sem sua principal estrela - Guerrero não foi convocado para os amistosos devido à final da Copa do Brasil com o Internacional -, impressionou a falta de criatividade da Seleção dentro de campo, que sofreu diante da marcação forte dos adversários.

Pouca inspiração? "A bola pune"

A equipe canarinho atuou com quatro modificações. Os titulares Dani Alves, Thiago Silva, Arthur e Neymar ficaram no banco. No início do primeiro tempo, os peruanos deram trabalho à defesa brasileira com cruzamentos e jogadas de bola parada, clara e crônica deficiência tupiniquim. No entanto, aos poucos o Brasil chegou ao ataque e, aos 19', perdeu sua maior chance: após driblar o goleiro Gallese, David Neres demorou um segundo para finalizar, o bastante para Advíncula travar a bola e apenas ela, evitando o gol brasileiro.


O nível da partida diminuiu no segundo tempo, juntamente com o número de finalizações. Tite usou o amistoso para promover testes, destaques para a estreia de Vinícius Jr. com a amarelinha, e para a entrada de Fabinho e Bruno Henrique. Allan, Paquetá e Neymar também foram a campo. Porém, o Brasil não conseguiu converter suas raras chances criadas em gol, e aos 39 minutos, após cruzamento da direita, Abram cabeceou convicto, aproveitando vacilo do goleiro Ederson. 1 a 0 e vitória peruana decretada.

Após Ederson sair mal do gol, Abram cabeceia com tranquilidade para decretar a quinta vitória do Peru sobre o Brasil na história. Foto: Kelvin Kuo-USA TODAY Sports/Reuters

Para Ricardo Gareca e o Peru, um resultado histórico: a quinta vitória sobre o Brasil na história do confronto. Gareca tem conseguido feitos no comando da seleção peruana, como a classificação à Copa da Rússia e o vice-campeonato na Copa América disputada no Brasil há dois meses, frutos de um bom trabalho desenvolvido. Os peruanos jogaram o amistoso seriamente, tanto que o treinador declarou que, não fosse por um pedido pessoal de Guerrero, não liberararia a estrela para a disputa da final da Copa do Brasil. Para Tite, ficam as reflexões acerca do pouco futebol, presente nos jogos da Seleção desde a Copa de 2018. Esta foi a terceira derrota no comando da equipe - havia perdido para Argentina, em amistoso, e para a Bélgica, na eliminação da última Copa. Agora, o selecionado brasileiro terá mais quatro amistosos no ano, a serem disputados em outubro e novembro, contra adversários ainda não definidos. Há possibilidade de os jogos acontecerem na Ásia.

11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page