google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Arthur Silva é ouro em Grand Prix de judô paralímpico no Egito


Foto: Matsui Mikihito/CPB.

O potiguar Arthur Silva conquistou a medalha de ouro na categoria até 90 quilos da classe J1 (cegos totais) do Grand Prix de Alexandria (Egito) de judô paralímpico. Esta foi uma das três conquistas do Brasil nesta terça-feira (14), último dia da competição.


“Muito obrigado à minha esposa e à minha filhinha, que estão em casa, para toda minha família, aos meus apoiadores, patrocinadores. Este troféu é nosso, essa medalha é nossa. Estamos juntos, valeu”, celebrou o brasileiro, que para chegar à medalha dourada superou o iraquiano Taha Al-Gburi, o ucraniano Eduard Tropinov e o britânico Daniel Powell.


Nesta terça o Brasil ainda garantiu uma prata com Rebeca Silva, na categoria acima de 70 quilos para atletas da classe J2 (baixa visão), e um bronze com Alana Maldonado, categoria até 70 quilos também na J2.


Com estas medalhas a equipe brasileira fechou o GP de Alexandria na quinta posição, com o total de seis medalhas (um ouro, uma prata e quatro bronzes).


Esta foi a segunda das quatro etapas do circuito internacional da Federação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA, em inglês) programadas para 2023. Antes o Brasil conquistou a primeira etapa do circuito de 2023, disputada no mês passado em Portugal. As outras duas etapas serão no Azerbaijão, em setembro, e no Japão, em dezembro.



Com informações da Agência Brasil

2 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page