google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Draft da NFL: Os três times que melhor escolheram e os 5 melhores de cada conferência


Foto: Michael Renner do PFF.

Na ultima semana do mês passado ocorreu o Draft da NFL, evento onde as franquias e GM's se mobilizam para escolher os melhores prospectos universitários para seus devidos times. Dessa vez a festa aconteceu em Kansas City, cidade onde fica o Chiefs, atual campeão da NFL, o Draft aconteceu em 3 dias, 27, 28 e 29 de abril e foram escolhidos mais de 220 calouros.


O Dimensão Esportiva cobriu o evento por inteiro e trouxe para o público que já acompanha NFL regularmente, e também para aqueles que estão começando, toda informação que era preciso. Foram 4 lives, com mais de 16 horas no ar ao vivo, e hoje eu trago para vocês a analise final e ranking dos 32 times.


Havia muita insegurança e ansiedade para o que iria acontecer no primeiro dia de escolhas. O mistério estava no ar, qual time vai trocar para subir? qual time vai trocar para descer? quem vai escolher quarterback no primeiro round? Enfim, muitas incertezas ainda. E podemos afirmar que foi um primeiro round excelente e com muitas surpresas e por incrível que pareça muitas surpresas boas.


Diferente do que vocês estão acostumados, eu particularmente escolhi 3 times que ficaram acima dos demais e foram os grandes vencedores do Draft 2023, trazendo peças de reposição, jogadores que já chegam e jogam e também aqueles que veem para ser trabalhados para o futuro e também deixo duas menções honrosas.



PHILADELPHIA EAGLES, A+


Para a grande maioria dos especialistas norte-americanos e brasileiros, a franquia que melhor soube trabalhar, trocas e escolhas foi o Philadelphia Eagles e seu GM Howie Roseman.


Os Eagles nem se esforçaram muito, para subir da 10º para a 9º posição, utilizaram uma escolha de 4° rodada do Draft do ano que vem para selecionar talvez o melhor prospecto dessa classe fisicamente falando. Jalen Carter defensor de Geórgia Bulldogs, pode até ter seus problemas extracampo, mas deixou claro para todos o quão dominante consegue ser dentro de campo, força, velocidade, explosão, excelente motor para pressão, o defensive tackle de 1,90m e 142kg ainda tem agilidade nos pés, um excelente trabalho de mãos e mudanças da forma com que chega na pressão ao quarterback.


Ponto Negativo: ele acaba se perdendo em bloqueios duplos sendo facilmente dominado.


Mais um defensor selecionado pelo os Eagles foi o EDGE Rusher, de Geórgia Bulldogs e companheiro de Carter, Nolan Smith. Smith era um prospecto top 15 e ninguém até agora entendeu muito o porque dele ter caído dessa forma no Draft. Quem fica feliz com isso são os torcedores dos Eagles que mais uma vez, sem esforço algum, selecionam um steal na 30ª posição. Smith tem 1,88m e 108kg é jogador completo com todos os aspectos físicos que a posição precisa, sua velocidade e explosão chamam a atenção, ainda mais por ser um EDGE mais baixo que a média que vemos na NFL, ele tem o centro de gravidade mais baixo e com isso gera vantagem na explosão e chegada no quarterback.


Ponto Negativo: o peso dele deve ser um problema sanado logo na chegada a NFL, deve ganhar de 6-8kg para bater de frente com o mais alto nível, e o "tant" de mão deve ser algo trabalhado por Smith para evoluir mais ainda.


Foto: Steven M. Falk.

Os Eagles ainda conseguiram, ao meu ver, duas excelentes escolhas no 3 e 4 rounds, que foram Sydney Brown, que chega para rotação na secundaria, e um jogador de características muito parecidas com Gardner Johnson, que deixou a equipe, e Kelee Ringo, cornerback que era projetado para sair na segunda rodada, caiu no colo dos Eagles e tem tudo para causar impacto de cara, um ótimo marcador man-to-man que tem tudo para se desenvolver com Darius Slay e James Bradberry como tutores.


Ponto Negativo: Brown inconsistente e Ringo leitura pré-snap.


As demais escolhas dos Eagles vão ser acompanhadas de perto nos treinos que já começam no próximo mês, e vão brigar por um lugar no roster de 53 jogadores.



PITTSBURGH STEELERS, A+


Mais um time que brilhou nos três dias de Draft da NFL foi o Steelers que trabalhou em escolhas seguras e eficientes que chegam já pra suprir ausências e tapar muitos buracos.


Logo de cara no primeiro round, o time selecionou Broderick Jones, Ofensive Tackle. Jones é simplesmente enorme, pensando no futuro e nas últimas escolhas do Steelers, agora eles tem um excelente tackle que foi destaque e dava profundidade no ataque campeão de Georgia Bulldogs, tanto na proteção de passe, quanto na abertura de gaps para corrida, tem tudo pra chegar e ser titular.


Foto: SNY.

Com a primeira escolha do segundo round, o GM Omar Khan não deu sorte pro azar e selecionou Joey Porter Jr., que por algum motivo também despencou no Draft. Porter era visto por muitos como um prospecto dentro do top 20, mas os torcedores do Steelers não tem nada a ver com isso e estão super felizes porque a secundária do time, que carece de talento, agora tem talvez o 3° cornerback dessa classe, com atletismo invejável e e muito bom em defesas por zona, chega para ser titular também.


Na sequência das escolhas, os Steelers selecionaram Kennau Benton, mais uma peça importante para a defesa, especialmente o meio da linha, que será de grande ajuda para Heyward e Ogunjobi que não obtiveram muitas coisas parando os ataques adversário por terra.


Darnell Washington e Nick Herbig foram na sequência as próximas aquisições da franquia e devem ajudar bastante já de cara também, devem entrar em muitos snaps na rotação, especialmente Washington que é um Tight End versátil considerado uma máquina de bloquear. Herbig por sua vez em duas temporadas conseguiu 20 da sacks, nada mal para combar com TJ Watt.



ARIZONA CARDINALS, A+


Quem diria que um dos piores times na temporada regular passada seria um dos melhores times escolhendo peças para nova temporada? Parece que as coisas vão dar uma melhorada pelos lados do deserto do Arizona. O time não é nem o melhor, muito menos o pior, mas que muitas lesões atrapalharam as coisas e numa situação atípica assim, o que se deve fazer? Trocas! E foi o que eles fizeram. Inclusive chamou a atenção o número de trocas acumulando picks já para o Draft de 2024, são 11 escolhas e dessas 11, 6 são nos três primeiros rounds, isso tudo pode mudar muito o cenário do Cardinals.


Com selo Ohio State de qualidade, a primeira escolha do Cardinals foi Paris Johnson Jr., Tackle de 1,98m e 141kg, com apenas 21 aninhos de muita força e explosão. Com 3 anos de carreira vedou apenas 3 sacks e é exatamente isso que o Cardinal necessita, alguém que proteja seu quarterback, além da facilidade de flutuar bem por todas as posições da linha.


Ponto Negativo: precisa lapidar trabalho de mãos e pés para se adaptar a liga o mais rápido possível.


BJ Ojulari também foi um dos escolhidos pelo Cardinals. O bom DE saiu na parte alta da segunda rodada, dono de um dos melhores primeiros passos no college, e isso o dava muita vantagem para sair na frente do oponente e chegando rápido na pressão ao quarterback. Ele pode atacar de várias formas, mas o que mais causou problemas em seus 3 anos de LSU foi a velocidade com que muda de direção o que lhe fazia ser imparável.


Ponto Negativo: As várias mudanças de coordenador durante o tempo de college pode ser algo prejudicial, por não ter aprendido um esquema de jogo direcionado.


Garrett Williams e Michael Wilson foram as próximas escolhas de Arizona. Williams era top 10 dentro da posição de CB, e vai ser um bom adicional para o futuro do time na competição, ele chega para uma rotação, e seu desempenho nos treinamentos podem o assegurar no roster final do time. Já Michael Wilson estava completamente fora do radar por ter tido muitas lesões em seus 3 anos de Stanford, porém é um jogador que chama a atenção por sua capacidade atlética, veloz na separação, bom corredor de rotas, pode jogar em velocidade acima do que testou no combine, boas mãos e um excelente receptor em jogadas divididas com contato.


Ponto Negativo: Garrett Williams, Inconsistente e Michael Wilson, Lesões.


Por fim mas não menos importante deixarei duas menções honrosas aqui: Minnesota Vikings, A e Seattle Seahawks, A-. Mas para a leitura não ficar muito longa, esses seriam os times que na minha opinião fecham o top 5 dos melhores times no Draft da NFL 2023.


Ranking de avaliação:

​NFC Leste

NFC Oeste

NFC Sul

NFC Norte

Eagles A+

Cardinals A+

Buccaneers A-

Vikings A

Giants A-

​Seahawks A-

​Falcons B+

Bears B+_

​Commanders B

Rams B+

Panthers B

Packers B+

​Cowboys C

Niners B-

Saints B-

Lions B

AFC Leste

AFC Oeste

AFC Sul

AFC Norte

Bills A-

Chargers B+

Colts A

Steelers A+

Patriots B+

Chiefs B

Titans A

​Bengals A-

Jets B

Broncos B

Texans B+

Ravens B+

Dolphins B-

Raiders B-

Jaguars B+

Browns B+

Espero que tenham gostado, até a próxima.







167 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page