google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-5142149462024594, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

É carnaval! Relembre as escolas de samba que homenagearam grandes nomes do futebol paraense

Nesta data festiva, por muitas vezes, as paixões do futebol paraense se misturam as batucadas, alegorias e fantasias da passarela do samba



Chegou o período mais festivo do Brasil, o Carnaval. E por muitas vezes ele e o futebol, duas paixões nacionais, se misturaram nos gramados e nas avenidas. E no Carnaval de Belém, que em um período já foi um dos maiores do Brasil nos anos 80 e 90, isso não foi diferente. Remo, Paysandu e Tuna Luso já foram temas de escolas de samba em momentos de festa para os três clubes. Inclusive, o primeiro tem até escola de samba de torcida, algo raro e muito comum em São Paulo. Veja agora como elas foram retratadas nas passarelas do samba e como elas até mesmo abriram uma página importante na história dos times:


Tudo começou no ano de 2005 com a escola de samba Rancho Não Posso Me Amofiná. No ano do Centenário do Clube do Remo, a escola fez uma linda homenagem, o enredo embalou multidões nas avenidas da Aldeia Cabana, a escola foi campeã no carnaval e, como se não bastasse, o samba também embalou o Clube de Periçá rumo ao seu primeiro título nacional, o Clube do Remo foi campeão brasileiro da Série C de 2005 e o Brasil conheceu o "Fenômeno Azul", quando sua incrível torcida lotava as arquibancadas jogo a jogo.



Se você quer saber mesmo de samba, conhecer berços de bamba, passe logo no Jurunas. Em 2014, mais uma vez, o Rancho do bairro do Jurunas, homenageou mais um grande clube da cidade, dessa vez foi o Paysandu Sport Club, também em seu centenário, a música era linda, com um refrão: "Eu quero te amar e conquistar teu coração", com esse samba veio mais uma conquista para a escola e, por pouco, não veio o tri nacional do Papão nos gramados. Naquela ocasião, o Papão veio a empatar em 3 a 3 contra o Macaé, time do lar do carnaval nacional, o Rio de Janeiro. Os cariocas conquistaram a Série C e fizeram uma linda festa frustrando os torcedores bicolores que lotaram o Mangueirão, torcida esta foi uma das pioneiras a fazerem um lindo mosaico.



"Sooooooooltem a fera", diz um famoso radialista e querido pela torcida do Remo, em 2015, a Escola de Samba Embaixadores Azulinos, de Icoaraci, homenageou Paulo Caxiado, radialista e setorista do Clube do Remo, pela Rádio Clube do Pará.


Vídeo da matéria: https://youtu.be/CIePP9wsptY



Em 2022, a Tuna Luso Brasileira foi homenageada no auge dos seus 120 anos pela Escola Império Quem São Eles, com o enredo: “O Vôo das Águias Guerreiras. Tuna Luso Brasileira, a Majestade Lusitana em Terras da Amazônia”. E o enredo do "Quenzão" deu sorte para o cruzmaltino, que fez uma temporada boa, foi terceiro colocado no Parazão e sua posição assegurou vagas para a Série D e Copa do Brasil de 2023.



Comments


bottom of page